Mundo

Protesto contra restrições à Covid-19 em Bruxelas escala para violência


BRUXELAS (Reuters) – A polícia disparou gás lacrimogêneo e usou canhões de água neste domingo para dispersar manifestantes que atiraram paralelepípedos e fogos de artifício em policiais durante protestos em Bruxelas contra restrições à Covid-19 impostas pelo governo e que se tornaram violentos.

Alguns milhares de manifestantes marcharam pacificamente pelo centro da capital belga até o bairro que abriga a sede das instituições da União Europeia (UE), onde a manifestação chegou ao seu ponto final.

No bairro da UE, um grupo de manifestantes vestindo capuzes pretos e gritando “liberté” (liberdade) começou a atirar pedras na polícia, que reagiu com gás lacrimogêneo e canhões de água, de acordo com imagens e relatos dos jornalistas da Reuters presentes.

Os manifestantes protestavam contra regras impostas em outubro que obrigam pessoas a mostrar passaporte de vacinação contra o coronavírus para acessar bares e restaurantes.

(Por John Cotton, Sean Carter e Francesco Guarascio)


Saiba mais
+ IPVA 2022 SP: veja como consultar e pagar o imposto
+ Um gêmeo se tornou vegano, o outro comeu carne. Confira o resultado
+ Reencarnação na história: uma crença antiquíssima
+ SP: Homem morre em pé, encostado em carro, e cena assusta moradores no litoral
+ O que se sabe sobre a flurona?
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Horóscopo: confira a previsão de hoje para seu signo
+ Veja quais foram os carros mais roubados em SP em 2021
+ Expedição identifica lula gigante responsável por naufrágio de navio em 2011
+ Tudo o que você precisa saber antes de comprar uma panela elétrica
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua