Esportes

Projeto social reúne os cinco capitães brasileiros nas conquistas das Copas

Os ex-jogadores Cafu e Dunga e representantes das famílias dos falecidos Carlos Alberto Torres, Mauro e Bellini, que foram os capitães da seleção brasileira nas conquistas da Copa do Mundo de 2002, 1994, 1970, 1962 e 1958, respectivamente, se reunirão no lançamento da campanha “Olé no Corona”, que acontecerá nesta terça-feira, às 16 horas.

O evento tem como intuito ajudar pessoas impactadas pela pandemia do novo coronavírus através do leilão de itens dos campeões mundiais e de outras personalidades do esporte. Além dos capitães da seleção, Pepe, Zico, Falcão, Pelé, Clodoaldo, Mauro Silva, Raí, Edmilson, Rogério Ceni, Alex, Formiga, Sissi, Roseli, René Simões e Ricardo Rocha também farão parte do projeto.

“Ser o representante dessa campanha que reúne, pela primeira vez, os cinco capitães campeões do mundo e outros grandes ídolos do esporte é motivo de muito orgulho. Todos doaram itens para um leilão online e vamos conseguir ajudar muita gente, esse é o nosso maior objetivo. O ‘Olé no Corona’ conta com a participação de pessoas com alta representatividade mundial, itens históricos, o envolvimento e apoio de grandes marcas e, acima de tudo, com muita transparência. Espero que outros colegas entrem para o nosso time para que possamos ajudar quem realmente precisa”, disse Cafu, capitão do penta, em 2002.

Os fundos arrecadados no leilão virtual, que conta com mais de 120 itens e acontece a partir do próximo dia 19, serão auditados e repassados às pessoas de baixa renda impactadas pela pandemia da covid-19. Além de personalidades do esporte, jornalistas também participarão do evento.

“Quero poder contar com um grande grupo ativo de jornalistas, especializados na cobertura esportiva e de outras editorias, para a doação de itens de acervo pessoal – ligados ao futebol – para disponibilizarmos em nosso leilão. Tê-los, ainda, como parte integrante do projeto, nos auxiliando na conexão com atletas e outras personalidades, gerando maior participação de ídolos do futebol na campanha e, por que não, através de espaços na imprensa para o #olénocorona ter ainda mais visibilidade e conseguirmos ajudar mais pessoas”, explicou Ricardo Setyon, idealizador do projeto.

Veja também

+ Grave acidente do “Cake Boss” é tema de reportagem especial

+ Pudim japonês não tem leite condensado; aprenda a fazer

+ Conheça o phloeodes diabolicus "o besouro indestrutível"

+ MG: Pastor é preso por crime sexual e alega que caiu em tentação

+ Teve o auxílio emergencial negado? Siga 3 passos para contestar no Dataprev

+ Caixa substitui pausa no financiamento imobiliário por desconto de até 50% na parcela

+ Educar é mais importante do que colecionar

+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel

+ Raro fenômeno da lua azul ocorrerá durante o Halloween, saiba o significado

+ 12 razões que podem fazer você menstruar duas vezes no mês

+ Mulher sobe de salto alto montanha de 4 mil metros

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?

+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago