Economia

Projeto do Google gera investigação federal por supostos riscos à privacidade

O Escritório para Direitos Civis do Departamento de Saúde e Serviços Humanos dos Estados Unidos abriu uma investigação sobre o “Project Nightingale”, do Google, que acumula informações de saúde detalhadas sobre milhões de pacientes. O órgão diz que buscará mais informações sobre a coleta em massa de registros médicos, afirmou seu diretor, Roger Severino, em comunicado ao Wall Street Journal.

O Journal revelou nesta semana que o Google e a Ascension, sediada em St. Louis, o segundo maior sistema de saúde do país, estão compartilhando os registros de dezenas de milhões de pacientes, em um esforço para reunir dados para questões de tratamento e administração. Os pacientes e os médicos não foram notificados. O projeto é um dos muitos que envolvem gigantes de tecnologia para alavancar o uso de inteligência artificial para melhorar o quadro dos pacientes, embora alguns especialistas advirtam para o risco de potenciais abusos para a privacidade.

Uma porta-voz do Google não quis comentar a investigação. Fonte: Dow Jones Newswires.

Veja também

+ Toyota Corolla Cross é SUV do Corolla para brigar com Jeep Compass e cia; confira imagens oficias
+ Robert De Niro reduz limite do cartão da ex-mulher e diz que coronavírus implodiu suas finanças
+ MasterChef estreia sem "supercampeão" e cheio de mudanças
+ Gafanhotos: cidade na Bahia enfrenta invasão de insetos
+ Coronel da PM diz que Bolsonaro é ‘falastrão’ e renuncia à entidade de Oficiais
+ A “primavera das bikes” pós-pandemia vai chegar ao Brasil?
+ Tubarão-martelo morde foil de Michel Bourez no Tahiti. VÍDEO
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Saiba em quais lugares o contágio pelo novo coronavírus pode ser maior