Geral

Projeto de criação do Parque Bixiga é aprovado em segunda votação na Câmara de SP

Crédito: Divulgação

Dramaturgo Zé Celso Martinez Corrêa (de branco), vereador Gilberto Natalini (PV-SP) e ativistas do Parque Bixiga comemoram resultado da votação na Câmara na tarde desta quarta-feira (12) (Crédito: Divulgação)

Após mais de 40 anos de disputa, o Projeto de Lei 805/2017 que determina a implementação do Parque Bixiga, na região central de São Paulo, foi aprovado na tarde desta quarta-feira (12), em segunda votação, por unanimidade, durante sessão extraordinária na Câmara Municipal de São Paulo, de acordo com informações do G1.

Agora, o projeto deverá ser vetado ou sancionado pelo prefeito de São Paulo, Bruno Covas (PSDB).

O terreno onde deve ser construído o parque é alvo de briga entre o dramaturgo José Celso Martinez Corrêa, diretor do Teatro Oficina Uzyna Uzona, e o Grupo Silvio Santos, que pretendia construir três prédios de até 100 metros de altura na região, prejudicando a construção do teatro, que é tombado desde 2010 pelo patrimônio histórico nas esferas federal, estadual e municipal.

“A criação do Parque do Bixiga é unanimidade para o povo do bairro do Bixiga e da cidade de São Paulo. Todos são favoráveis. Espero que o prefeito Bruno Covas participe desse sentimento e sancione a Lei”, disse o vereador e autor do projeto, Gilberto Natalini (PV-SP), em entrevista ao G1.