Geral

Projeto cria rede de capacitação em microcefalia em 6 Estados


Agentes de saúde de seis Estados vão receber um curso sobre prevenção, diagnóstico e estimulação de bebês com microcefalia associada ao vírus da zika. A iniciativa, que vai ser direcionada a 1.650 profissionais, será anunciada nesta quinta-feira, 30, e terá uma rede de capacitação nas cidades de Recife (PE), Salvador (BA), Cuiabá (MT), Araguaína (TO), Campina Grande (PB) e Juiz de Fora (MG).

A ação é resultado de uma parceria entre o Conselho Nacional de Secretarias Municipais de Saúde (Conasems), o Instituto de Pesquisa e Apoio ao Desenvolvimento Social (IPADS) e a empresa Johnson & Johnson. Intitulado Laboratório de Formação do Trabalhador de Saúde no Contexto da Microcefalia (Zikalab), o curso terá duração de 60 horas e, além de aulas, serão realizadas discussões de casos e atividades práticas.

“Serão trabalhados diversos aspectos relacionados à prevenção, diagnóstico, monitoramento e possíveis intercorrências no recém-nascido decorrentes do zika vírus. O curso visa a qualificar as práticas profissionais, ampliando o conhecimento desses trabalhadores nessa complexa epidemia. Além disso, debateremos os processos relacionados à gestão, intersetorialidade, trabalho em equipe e práticas humanizadas, fundamental para organizar a rede assistencial de saúde”, explica Thiago Lavras Trapé, coordenador do projeto e membro do IPADS.

Veja também
+ Nicole Bahls já havia sido alertada sobre infidelidade do ex-marido
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Chef playmate cria receita afrodisíaca para o Dia do Orgasmo
+ ‘Transo 15 vezes na semana’, diz Eduardo Costa ao revelar tratamento por vício em sexo
+ Gel de babosa na bebida: veja os benefícios
+ Mercedes-Benz Sprinter ganha versão motorhome
+ Veja fotos de Karoline Lima, novo affair de Neymar
+ Anorexia, um transtorno alimentar que pode levar à morte
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Yasmin Brunet quebra o silêncio
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago