Comportamento

Programado para durar mais

Com Android One, Google tenta manter smartphones atualizados por mais tempo e evitar que aparelhos se tornem obsoletos a cada nova atualização

PARCERIA Lançamento do Motorola One na sede do Google: melhoria

Líder disparado entre os sistemas operacionais de smartphones, o sistema Android, do Google, detém 85% do mercado mundial. Ainda assim, ele até agora perdia para o rival da Apple em pelo menos um aspecto: as atualizações.

Enquanto quem compra um iPhone recebe as novas versões do iOS por pelo menos três anos, quem compra um smartphone com Android tem sorte se conseguir uma única atualização. Isso ocorre porque, diferentemente da Apple, o Google depende dos fabricantes de celular para que as atualizações do Android cheguem aos aparelhos. Uma vez que para os fabricantes é melhor vender um novo aparelho do que gastar dinheiro e tempo atualizando celulares já vendidos, o resultado é que apenas cerca de 20% dos aparelhos que usam o Android contam comas as versões mais novas do sistema, 8 e 9. No caso da Apple, 60% dos aparelhos rodam iOS 11 ou 12, as últimas lançadas.

É para mudar esse cenário que o Google criou o Android One, a versão “pura” do sistema. Com ela, a atualização é garantida contratualmente por dois anos. Assim, ao comprar um aparelho com Android One, o consumidor tem a garantia de que poderá usufruir dos recursos mais avançados do sistema por pelo menos dois anos. Atualmente, há cerca de 20 smartphones com Android One no mercado. No Brasil, o primeiro a chegar foi o Motorola One, lançado no início deste mês. O aparelho vem com uma versão praticamente pura do Android 8 (há apenas ligeiras modificações feitas pela Motorola, como melhorias no aplicativo da câmera). Por fazer parte do programa Android One, o aparelho será atualizado até o fim do ano para o recém-lançado Android 9. O Motorola One tem ainda atualização garantida para o Android Q, próxima versão do sistema ainda em desenvolvimento e com lançamento previsto para o ano que vem.

3 vantagens do novo sistema

1. Garante atualização para versões futuras do Android
2. Ocupa menos espaço do que versões modificadas do sistema
3. Reduz o risco de incompatibilidade de aplicativos