Economia

Produtos Lego são cada vez mais violentos, afirma estudo

Os produtos da fabricante de brinquedos Lego são cada vez mais violentos para tentar atrair a atenção das crianças na era digital, afirma um estudo neozelandês publicado nesta segunda-feira.

“Os produtos da empresa Lego não são mais tão inocentes como costumavam ser (…) A violência dos produtos Lego parece ter ido além da tentativa de melhorar o modo de jogar”, afirma o coordenador do estudo, Christoph Bartneck.

A equipe da Universidade de Canterbury afirma que cada vez há mais armas nos produtos da empresa dinamarquesa e que estão mais inspirados em temas de guerra, com a consequência de que as crianças brincam de maneira mais brutal.

O estudo, publicado pela revista on-line Plos One, conclui que, com o tempo, os brinquedos da Lego “provocam aumentos exponenciais da violência”, apesar de reconhecer que esta é uma tendência geral do mercado de entretenimento para crianças.

O porta-voz da empresa, Troy Taylor, disse que os produtos Lego incluem todo tipo de atividades, como construção, fantasia e também o conflito.

+ Consulado chinês nos EUA é fechado e provoca nova crise
+ As 10 picapes diesel mais econômicas do Brasil

“Como outros tipos de brinquedos, o conflito é uma parte natural do desenvolvimento infantil. Sempre tentamos e usamos o humor quando é possível para reduzir o nível de conflito”, afirmou.

ns/fp

Veja também

+ Funcionário do Burger King é morto por causa de demora em pedido

+ Seu cabelo revela o que você come (e seu nível socioeconômico)

+ Cozinheira desiste do Top Chef no 3º episódio e choca jurados

+ Governo estuda estender socorro até o fim de 2020

+ Bolsonaro veta indenização a profissionais de saúde incapacitados pela covid-19

+ Nascidos em maio recebem a 4ª parcela do auxílio na quarta-feira (05)

+ Tubarão-martelo morde foil de Michel Bourez no Tahiti. VÍDEO

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?