Economia

Produção total de óleo e gás fica estável em outubro, diz ANP

A produção de petróleo e gás natural no Brasil ficou praticamente estável no mês passado, atingindo média de 3,691 milhões de barris diários de óleo equivalente (boe/d), contra 3,694 milhões de boe/d em setembro, segundo dados da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP).

A produção de petróleo foi de 2,873 milhões de bpd, queda de 1,27% contra setembro (2,907 milhões bpd), e a de gás natural subiu de 125,2 milhões de metros cúbicos, para 130,0 milhões de metros cúbicos entre setembro e outubro.

O pré-sal representou 68,6% da produção total do País em outubro, abaixo dos 70% do mês anterior, contribuindo com 2,535 milhões de boe/d, ante 2,586 milhões bpd em setembro.

A produção de petróleo na região registrou 2,013 milhões de bpd, 1,98% a menos do que em setembro, e 82,9 milhões de m3/d de gás natural.

O campo de Tupi (ex-Lula) continua como maior produtor brasileiro, com 1,125 milhão de boe/d, seguindo do campo de Búzios com 707,2 mil bpd. Já a queima de gás caiu 12,99% em outubro, para 3,024 milhões de m3/d.


+ Grávida do quinto filho, influenciadora morre aos 36 anos
+ Após assassinar a esposa, marido usou cartão da vítima para fazer compras e viajar com amante

Veja também

+ 5 benefícios do jejum intermitente além de emagrecer
+ Jovem morre após queda de 50 metros durante prática de Slackline Highline
+ Conheça o phloeodes diabolicus "o besouro indestrutível"
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Ticiane Pinheiro posa de maiô decotado e internautas suspeitam de gravidez
+ Denise Dias faz seguro do bumbum: “Meu patrimônio”
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa
+ Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel