Economia

Produção de setor cresce 15,7% no acumulado de janeiro a julho, diz Abinee


A produção da indústria elétrica e eletrônica, conforme dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) agregados pela Associação Brasileira da Indústria Elétrica e Eletrônica (Abinee), cresceu 15,7% no acumulado de janeiro a julho de 2021 comparativamente ao mesmo período do ano passado. Segundo a Associação, a produção acumulada nos primeiros sete meses deste ano foi 2,4% acima da verificada de janeiro a julho de 2019, período anterior à pandemia.

Ao comparar com o acumulado de janeiro a julho do ano passado, o resultado na produção do setor decorreu da elevação de 19,3% da área elétrica e do acréscimo de 11,7% da área eletrônica.

Em julho, a produção da indústria elétrica e eletrônica recuou 2,4% na comparação com o mês imediatamente anterior, considerando os ajustes sazonais. Já em relação a igual mês de 2020, a produção do setor caiu 5,4%.

De acordo com a Abinee, a partir de julho do ano passado, a base de comparação torna-se mais forte, uma vez que a produção do setor estava se recuperando dos piores efeitos da pandemia na atividade econômica, já apresentando resultados superiores aos verificados em iguais meses de 2019, período anterior à pandemia.

A queda na produção do setor em julho de 2021 em relação a julho de 2020 resultou do recuo de 6,8% da área eletrônica e da retração de 4,1% da área elétrica.


Saiba mais
+ IPVA 2022 SP: veja como consultar e pagar o imposto
+ Um gêmeo se tornou vegano, o outro comeu carne. Confira o resultado
+ Reencarnação na história: uma crença antiquíssima
+ SP: Homem morre em pé, encostado em carro, e cena assusta moradores no litoral
+ O que se sabe sobre a flurona?
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Horóscopo: confira a previsão de hoje para seu signo
+ Veja quais foram os carros mais roubados em SP em 2021
+ Expedição identifica lula gigante responsável por naufrágio de navio em 2011
+ Tudo o que você precisa saber antes de comprar uma panela elétrica
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua