Agronegócio

Produção de frango deve crescer 2,3% em 2019, para 13,15 milhões de t, diz ABPA

São Paulo, 12 – A produção nacional de carne de frango deve fechar 2019 com avanço de 2,3% no comparativo anual, para 13,15 milhões de toneladas, estimou nesta quinta-feira, 12, a Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA). As exportações da proteína devem crescer 2,4%, para 4,2 milhões de toneladas. Neste ano, o consumo per capita de frango aumentou 2,2%, a 42,6 quilos.

No acumulado de janeiro a novembro, o País embarcou 3,822 milhões de toneladas de frango, alta de 2% e, com isso, gerou receita de US$ 6,358 bilhões, 6,1% maior que o total registrado um ano antes.

Suínos

No mercado de suínos, a produção deve aumentar 2,5%, para 4,1 milhões de toneladas, enquanto as exportações subiram, 14,5% para 740 mil toneladas. O consumo per capita da proteína suína, por sua vez, teve retração entre 1% e 2%, para 15,7 quilos por habitante.

A ABPA destaca que os resultados de 2019 foram influenciados pelo surto de peste suína africana (PSA) na China, que elevou as exportações no segmento de suínos. “Frente à falta de oferta de produtos no mercado internacional, as carnes de frango e bovina também foram impactadas”, diz a associação.

A elevação na proteína bovina foi impulsionada, também, por fatores climáticos, que alavancaram os preços do frango e suínos no Brasil. “Acresça-se a isso a elevação no custo de produção, com a alta registrada no preço do milho”, acrescenta. A ABPA ainda ressalta que o câmbio tornou as exportações mais atrativas.