Brasil

Procuradoria denuncia Paulo Preto por lavagem de US$ 400 mil

Crédito: José Cruz / Agência Brasil

Paulo Vieira de Souza, conhecido como Paulo Preto (Crédito: José Cruz / Agência Brasil)

O Ministério Público Federal no Paraná denunciou, mais uma vez, o ex-diretor da Dersa Paulo Vieira de Souza, conhecido como Paulo Preto, pelo crime de lavagem de dinheiro. Nesta denúncia, referente a fatos de 2016, ele é acusado de ter movimentado US$ 400 mil em contas no exterior. Os procuradores também pedem que seja expedido novo decreto de prisão contra Vieira de Souza.

Segundo a Lava Jato, ficou “evidenciado que, em liberdade, o operador persistiu dissipando o seu patrimônio obtido ilicitamente”. Condenado a mais de 100 anos de prisão, o ex-diretor da Dersa está detido desde 19 de fevereiro, alvo da Lava Jato no Paraná. A defesa do ex-dirigente não respondeu até a publicação desta matéria. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.