Esportes

Procon notifica GP do Brasil de F-1 por proibir entrada de alimentos e bebidas

O GP do Brasil de Fórmula 1, que será realizado neste domingo, no autódromo de Interlagos, foi notificado pelo órgão de defesa do consumidor Procon, de São Paulo, por restringir que os torcedores entrem no evento com alimentos e bebidas.

De acordo com o Procon, o evento não deve proibir a entrada de alimentos, conforme havia informado em seu site oficial. “A recomendação é que somente sejam proibidos alimentos cujas embalagens impliquem em risco à segurança do consumidor. Não permitir que as pessoas consumam alimentos comprados fora do evento sem justificativa compatível com o resguardo da segurança e saúde dos consumidores pode configurar prática abusiva”, disse trecho da notificação.

Após a notificação do órgão, a organização do GP do Brasil informou que seguirá todas as orientações da Polícia Militar e vigilância sanitária para grandes eventos, visando a segurança e a saúde dos frequentadores.

“Não será permitido o acesso com alimentos que representem intuito de comercialização ou que possam representar riscos à segurança. Será considerado um limite de até três itens por pessoa, desde que devidamente lacrados, como: alimentos industrializados (exemplos: biscoitos, torradas e barras de cereal) e frutas cortadas e acondicionadas em embalagem transparente e não rígida, do tipo “Zip Lock”. Qualquer quantidade que exceder este limite poderá ser descartada na entrada do evento”, afirmou a organização.

O GP ao Brasil acontece neste domingo, às 14h10. Antes disso, serão realizados treinos livres e classificatórios nesta sexta-feira e no sábado. No ano passado, a prova reuniu durante os três dias mais de 150 mil pessoas.