Esportes

Procon e PM decidem manter rede no setor visitante do estádio palmeirense

O Allianz Parque vai continuar com uma rede no setor de visitantes durante os jogos do Palmeiras. Após uma vistoria e uma reunião no estádio nesta sexta-feira entre representantes da Polícia Militar (PM), do clube e do órgão de defesa de consumidor Procon-SP, ficou decidido que a proteção será mantida por questões de segurança enquanto ainda não se decide qual é a alternativa mais viável.

O encontro na arena foi marcado pelo Procon-SP após o órgão receber reclamações de vários torcedores do Bahia. No último domingo, quem comprou ingresso para acompanhar a partida com o Palmeiras e ficou no setor de visitantes, localizado na parte superior do estádio, reclamou da falta de visibilidade. O problema tem como causa a tela de proteção colocada no setor e a incidência do sol no local.

Durante a reunião, o Palmeiras explicou em detalhes o histórico da utilização da tela e detalhou que a dificuldade de visualizar o campo só acontece em um horário específico, quando há mais incidência de raios solares no setor, por volta das 16h45 até as 17 horas. O problema é mais comum durante o inverno. O Procon-SP e a PM prometeram acompanhar a situação e avaliaram que o melhor era manter a proteção.

O intuito é estudar alguma alternativa para substituir a tela por uma outra barreira de proteção. A colocação da rede é uma exigência da PM presente no laudo de segurança do estádio, para evitar o arremesso de objetos no campo e contra a torcida do Palmeiras durante as partidas. A PM e o Procon-SP prometeram observar os próximos jogos no estádio para analisar quais medidas devem ser tomadas.

Antes da tela, o Palmeiras chegou a colocar no setor de visitantes uma parede de acrílico. O material foi retirado em 2017, depois da torcida do Atlético-MG reclamar da visibilidade. Na ocasião, algumas pessoas presentes ao jogo reclamaram na ouvidoria do clube e conseguiram a devolução do dinheiro pago pelo ingresso.