Comportamento

Príncipe Henrik, da Dinamarca, foi cremado

Príncipe Henrik, da Dinamarca, foi cremado

Rainha Margarida e príncipe Henrik, durante visita à cidade croata de Split, em 24 de outubro de 2014 - AFP/Arquivos

O príncipe Henrik da Dinamarca, marido da rainha Margarida, falecido em fevereiro, foi cremado – indicou a Casa Real neste sábado (8).

De acordo com a Casa Real, o príncipe queria que “uma parte das cinzas fosse enterrada em uma urna no jardim privado do Palácio de Fredensburgo, e a outra, dispersa nas águas dinamarquesas”.

Não foi divulgada informação sobre a data da cremação, ou da dispersão das cinzas.

“As vontades do príncipe foram respeitadas, e a família real esteve presente nas duas ocasiões”, acrescenta a nota.

Vítima de demência, o príncipe Henrik faleceu em 13 de fevereiro, aos 83 anos. Havia sido internado no final de janeiro por uma infecção pulmonar.

Depois de uma vida marcada pela polêmica, em 2017, declarou publicamente que não queria ser enterrado junto com sua mulher no túmulo real da catedral de Roskilde, como é tradição nos casamentos reais.

Ao não receber o título e o papel que sempre desejou, alegou que não havia sido tratado como sua mulher em vida e que, por isso, não queria sê-lo em sua morte.