Mundo

Primeiro ministro turco diz que Estado Islâmico organizou atentado em aeroporto

Crédito: AFP

Binali Yildirim, primeiro-ministro da Turquia (Crédito: AFP)

O primeiro ministro turco, Binali Yildirim, disse nesta terça-feira (28) que investigações iniciais apontam o grupo terrorista Estado Islâmico foi o responsavel pelo ataque terrorista no Aeroporto de Ataturk, em Istambul, na noite desta terça-feira (28), e que deixou 41 mortos e mais de 200 feridos.

“As suspeitas iniciais apontam que o grupo terrorista Estado Islâmico está por detrás dos ataques, mas as investigações ainda estão em andamento”, disse Yildirim em uma coletiva de imprensa reprozida pelo jornal Daily Sabah. De acordo com o primeiro ministro, o tráfego aéreo no aeroporto retornou à normalidade.

No início da noite desta terça-feira, três homens-bombas fizeram um ataque suicida no terminal do aeroporto internacional. De acordo com informações preliminares, pelo menos quatro pessoas participaram do ataque.

O Estado Islâmico é declarado ilegal em diversos países, incluindo Estados Unidos e Rússia, dominando diversas áreas do Iraque e da Síria em 2014, dominando um califado nos territórios que estão sobre seu controle. O grupo terrorista é considerado uma nas maiores ameaças à segurança mundial.


+ Grávida do quinto filho, influenciadora morre aos 36 anos
+ Após assassinar a esposa, marido usou cartão da vítima para fazer compras e viajar com amante

Veja também

+ 5 benefícios do jejum intermitente além de emagrecer
+ Jovem morre após queda de 50 metros durante prática de Slackline Highline
+ Conheça o phloeodes diabolicus "o besouro indestrutível"
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa
+ Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel