Economia

Previsão do governo para despesas com Previdência em 2018 cai R$ 1,178 bi

O secretário de Orçamento Federal do Ministério do Planejamento, George Soares, citou o esforço do governo na revisão de benefícios previdenciários como um dos fatores que justificam a queda de R$ 1,178 bilhão nas despesas do INSS no Relatório de Avaliação de Receitas e Despesas do 4º bimestre.

“Em dois anos, o impacto de conjunto de ações, como revisões de cadastros, já chega a uma economia de R$ 10 bilhões. Mas isso não resolve o problema previdenciário”, completou.

Já a queda de R$ 1,323 bilhão na projeção de despesa do abono e seguro desemprego se deve, segundo ele, à lenta recuperação do mercado de trabalho e a mudanças legislativas nas regras de concessão do benefício.

O secretário do Tesouro Nacional, Mansueto Almeida, comentou que a queda de R$ 1,374 bilhão na projeção de gasto com subsídios e subvenções se deve a programas planejados no Orçamento que não foram totalmente acessados ou executados, devido à própria falta de demanda em algumas linhas de crédito ou à demora na tramitação de alguns projetos no Congresso Nacional.

Ele citou, por exemplo, o subsídio para a renegociação de crédito rural. “Acho que a projeção de subsídios ainda vai cair ainda mais até o fim do ano”, acrescentou.

+ Consulado chinês nos EUA é fechado e provoca nova crise
+ As 10 picapes diesel mais econômicas do Brasil

Veja também

+ Funcionário do Burger King é morto por causa de demora em pedido

+ Cozinheira desiste do Top Chef no 3º episódio e choca jurados

+ Governo estuda estender socorro até o fim de 2020

+ Bolsonaro veta indenização a profissionais de saúde incapacitados pela covid-19

+ Nascidos em maio recebem a 4ª parcela do auxílio na quarta-feira (05)

+ Tubarão-martelo morde foil de Michel Bourez no Tahiti. VÍDEO

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?