Esportes

Prevent Senior confirma saída e São Paulo busca novo patrocinador principal

O São Paulo perdeu seu patrocínio master na temporada. A Prevent Senior avisou ao clube que não poderá estampar sua marca no espaço mais nobre da camisa e, no treino desta sexta-feira da equipe, o nome da empresa já não estava no uniforme. Para as duas próximas partidas, contra Santo André e ABC, o logotipo ainda estará no uniforme. Depois disso, o local ficará vazio.

“Após cumprir integralmente o contrato de patrocínio firmado em 2016, a Prevent Senior informa que não renovará o patrocínio master do São Paulo Futebol Clube para a temporada 2017. O contrato já foi prorrogado por dois meses e se encerra agora em março. Foi com satisfação que convivemos com os dirigentes e torcedores do tricolor paulista em um período de grandes conquistas e nosso respeito e admiração pelo clube e pelo futebol são o melhor produto dessa parceria”, disse a empresa, em nota enviada ao Estado.

“Entretanto, neste momento em que estamos vivendo uma forte expansão da empresa e crescimento nas vendas, – quer pelo reconhecimento da marca, quer por ofertarmos planos individuais sem restrições de idade -, decidimos direcionar nossos incentivos a outras parcerias que igualmente beneficiem a comunidade paulista, seguindo nosso ideal de contribuir com a qualidade de vida das pessoas”, continuou a Prevent Senior.

A intenção da diretoria tricolor era tentar realocar a empresa, com quem tem boa relação, para outro espaço na camisa ou até publicidade estática. Claro que isso mudaria os valores a serem recebidos da empresa, que tinha se comprometido a pagar R$ 22 milhões em 19 meses de contrato caso chegasse até o final do ano. Mas ao que tudo indica o clube terá de procurar outro parceiro para estampar sua camisa e não há multa estipulada por encerrar o acordo antes do previsto.

“A Prevent Senior está em processo de negociação para readequar a parceria com o São Paulo FC, em uma parceria que poderá ou não envolver a compra de propriedade no uniforme. Caso a empresa de fato deixe de ocupar o espaço do peito da camisa do time de futebol, o São Paulo FC já tem alinhado um acordo com outra empresa para a venda da mesma propriedade. O novo acordo, se assinado, não representará qualquer prejuízo financeiro ao clube”, disse mais cedo o clube em nota.

A grande questão é que o clube vive um momento de disputa política às vésperas da eleição presidencial que será realizada em um mês e meio. O atual mandatário, Carlos Augusto Barros e Silva, o Leco, quer evitar que o clube fique sem uma importante fonte de renda neste momento conturbado. Por isso, a diretoria de marketing já negocia com outras marcas para ocupar o espaço principal na camisa.

Nos bastidores, a pressa para definir uma nova parceira é grande, até porque o temor é que a oposição use o discurso da “fragilidade financeira” para tentar minar a reeleição de Leco. Recentemente, o diretor de marketing Vinicius Pinotti já havia declarado que muitas empresas estão procurando o São Paulo. Só que o mercado de patrocínio no futebol está em baixa, salvo algumas exceções.