Comportamento

Presidente turco prevê volta de 2 a 3 milhões de refugiados à Síria

Presidente turco prevê volta de 2 a 3 milhões de refugiados à Síria

A Turquia abriga mais de 3,6 milhões de refugiados sírios - o número mais alto do mundo - AFP

O presidente turco, Recep Tayyip Erdogan, disse nesta quarta-feira que entre dois e três milhões de refugiados sírios podem voltar à Síria se a “zona segura” que eles desejam criar no norte do país se tornar realidade.

“Podemos instalar lá, de acordo com a extensão da zona de segurança, entre dois e três milhões de refugiados sírios atualmente na Turquia ou na Europa”, disse o chefe de Estado turco em um discurso em Ancara.

A Turquia e os Estados Unidos se esforçam para criar uma zona de contenção a leste do Eufrates, que separa a fronteira turca das áreas sírias controladas por uma milícia curda, apoiada por Washington, mas considerada “terrorista” por Ancara.

Embora as tropas turcas e americanas já tenham feito uma primeira patrulha conjunta no nordeste da Síria, os contornos exatos da futura zona-tampão permanecem incertos.

Em uma cúpula na Síria, em Ancara, na segunda-feira, na presença do presidente russo Vladimir Putin e do iraniano Hassan Rohani, Erdogan já havia adiantado o número de dois milhões de refugiados que poderiam se estabelecer lá.