Notícia

Presidente turco, ofendido, não participará nos funerais de Muhammad Ali


O presidente turco Recep Tayyip Erdogan, que devia assistir os funerais de Muhammed Ali, decidiu encurtar sua estada em Louisville (Kentucky, centro), ofendido pela recepção dos organizadores, informou a imprensa turca.

Erdogan não conseguiu fazer parte da lista de oradores da cerimônia que acontece nesta sexta-feira.

O presidente turco, acompanhado de seu genro, Berat Albayrak, que é ministro da Energia, compareceu na véspera ao velório e depois decidiu encurtar repentinamente sua visita, que deveria durar até a noite desta sexta.

Segundo o jornal Hurriyet Daily News, que cita fontes do gabinete do presidente, Erdogan sentiu-se particularmente ofendido por não ter podido colocar sobre o caixão do boxeador a Kiwsa, uma peça de tecido adornada com versos do Corão, que também recobre a Kaaba, a construção cúbica situada no centro da Grande Mesquita de Meca.

Muhammed Ali é venerado em todo o mundo islâmico por ter se convertido ao Islã em 1964 e por ter defendido os valores pacíficos e universais desta religião ao longo de sua vida.

BA/rap/bc.zm/cn

+ Passageira agride e arranca dois dentes de aeromoça

Veja também
+ Sabrina Sato mostra corpo musculoso em clique na floresta
+ Mercedes-Benz Sprinter ganha versão motorhome
+ Conheça a eficácia de cada vacina no combate à Covid-19
+ Veja fotos de Karoline Lima, novo affair de Neymar
+ Lázaro Barbosa consegue fugir de novo da polícia após tiroteio
+ Gracyanne Barbosa dança pole dance com novo visual
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Após processar nora, mãe de Medina a acusa de ter destruído sua casa; veja fotos
+ Yasmin Brunet quebra o silêncio
+ Fondue de chocolate com frutas fácil de fazer
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago