Economia

Presidente eleito da Argentina diz que não solicitará mais empréstimos ao FMI

O presidente eleito da Argentina, Alberto Fernández, anunciou nesta terça-feira que não solicitará ao Fundo Monetário Internacional (FMI) uma parcela pendente de US$ 11 bilhões do empréstimo de US$ 57 bilhões concedido pela organização ao país em 2018.

“Tenho um problemão e vou pedir mais dinheiro?”, questionou Fernández em uma entrevista. “Se você tem um problema porque está muito endividado, acredito que a solução não é continuar se endividando”, acrescentou.

Fernández já havia confirmado na semana passada, em uma conversa por telefone com diretora-gerente do FMI, Kristalina Georgieva, que está disposto a cumprir com os compromissos assumidos com o FMI, mas afirmou que não aceitará mais ajuste fiscal e que sua intenção é renegociar as metas do acordo.

“Eu não quero assinar acordos que não vamos cumprir. Esses acordos foram assinados por [Mauricio] Macri. Ele assinou um, dois, três, e não cumpriu nenhum”, declarou Fernández nesta terça-feira. Fonte: Associated Press

Veja também

+ Grave acidente do “Cake Boss” é tema de reportagem especial

+ Pudim japonês não tem leite condensado; aprenda a fazer

+ Conheça o phloeodes diabolicus "o besouro indestrutível"

+ Mulher sobe de salto alto montanha de 4 mil metros

+ MG: Pastor é preso por crime sexual e alega que caiu em tentação

+ Teve o auxílio emergencial negado? Siga 3 passos para contestar no Dataprev

+ Caixa substitui pausa no financiamento imobiliário por desconto de até 50% na parcela

+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel

+Vídeo mostra puma perseguindo um corredor em trilha nos EUA

+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago

+ 12 razões que podem fazer você menstruar duas vezes no mês

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?

+ Educar é mais importante do que colecionar