Esportes

Presidente do São Caetano é detido em operação que investiga esquema de lavagem de dinheiro

Crédito: Reprodução/Pixabay

Manoel Sabino Neto, presidente do São Caetano, foi detido nesta segunda-feira (23), em Alphaville, onde mora. O suspeito foi preso em uma operação da Polícia Civil que investiga um suposto esquema de lavagem de dinheiro e outros delitos no comércio popular de São Paulo. As informações são do GE.

Além de comandar o futebol do São Caetano, Manoel também é presidente da Associação Circuito das Compras (Acircom). Ele assumiu o clube do ABC Paulista em maio de 2021. Em sua gestão, Neto contratou o centroavante Ricardo Oliveira para a disputa da segunda divisão estadual deste ano. O jogador deixou a equipe após dez dias, sem entrar em campo.

Comunicado da Polícia Civil

Policiais civis da 1ª Seccional (Centro) e do 12° DP (Pari), realizam na manhã desta segunda-feira (23), a Operação Hades. A ação, que faz parte da Operação Sufoco, tem o objetivo de reprimir as atividades de uma organização criminosa que atua no comércio popular, destinada à prática de vários delitos, incluindo a lavagem de dinheiro. São cumpridos mandados de prisão e de busca e apreensão expedidos pelo Poder Judiciário, obtidos a partir de trabalhos de inteligência e investigação. A Operação está em andamento e conta com a participação de 40 policiais civis e 20 viaturas. Mais detalhes serão passados ao término da ação.

E o pronunciamento do São Caetano? 

O São Caetano Futebol vem por meio deste se manifestar que a operação realizada pela Polícia Civil na manhã de hoje não tem nenhuma ligação com o clube de futebol e que, segundo os advogados do presidente Sabino, trata-se de uma ação contra irregularidades na feira de rua do Brás e não do Circuito de Compras, onde ele é um dos responsáveis.