Tecnologia & Meio ambiente

Presidente do Peru estende confinamento por coronavírus até 30 de junho

Presidente do Peru estende confinamento por coronavírus até 30 de junho

O presidente do Peru, Martin Vizcarra, em coletiva de imprensa em Lima, em 5 de maio de 2020. Foto divulgada pela Presidência peruana. - Peruvian Presidency/AFP

O Peru prorrogou o confinamento até 30 de junho, assim como o estado de emergência, que expiraria em 24 de maio, mas reduziu o toque de recolher. As medidas são parte da estratégia do país para conter a pandemia de COVID-19.

O anúncio foi feito nesta sexta-feira (22) pelo presidente Martín Vizcarra. “Estamos prorrogando o estado de emergência até 30 de junho e estabelecendo metas em todos os aspectos”, disse.

O Peru confirmou mais de 110.000 infecções e mais de 3.100 mortes desde o registro do primeiro caso, em 6 de março.

Vizcarra também indicou que, juntamente com o estado de emergência, até 30 de junho, “o isolamento social obrigatório [confinamento] é mantido, em razão das graves circunstâncias que afetam a nação devido à COVID-19”. “A quarentena é para evitar a propagação do vírus”, acrescentou.

O governo reduziu, porém, a duração do toque de recolher em Lima e nas regiões central e sul do país, onde ele será das 21h às 16h, em vez de começar às 20h.

O toque de recolher também foi reduzido nas regiões mais atingidas pelo vírus, como no litoral norte e Amazônia, onde deve vigorar das 18h às 04h. Antes, começava às 16:00.