Mundo

Presidente do Irã afirma que país não busca a guerra

Presidente do Irã afirma que país não busca a guerra

O presidente iraniano Hassan Rohani em Teerã no dia 25 de junho de 2019 - Iranian presidency/AFP

O Irã não busca a guerra com nenhum país, nem com os Estados Unidos, afirmou o presidente Hassan Rohani nesta quarta-feira, em um momento de grande tensão entre os dois países.

“O Irã não tem interesse em aumentar a tensão na região e não busca a guerra com nenhum país, incluindo os Estados Unidos”, afirmou o presidente iraniano durante uma conversa por telefone com o colega francês Emmanuel Macron, segundo a agência oficial Irna.

A conversa aconteceu em um momento de elevada tensão entre Washington e Teerã, menos de uma semana depois do Irã ter derrubado um drone americano e em meio aos temores sobre o futuro do acordo internacional sobre o programa nuclear iraniano, ameaçado desde a retirada unilateral dos Estados Unidos em 2018.

Macron anunciou na segunda-feira que se reuniria com presidente americano Donald Trump para falar sobre a questão iraniana durante a reunião do G20 que acontecerá no fim de semana no Japão.

De acordo com a agência Irna, Rohani também afirmou ao chefe de Estado francês que os iranianos “sempre estiveram comprometidos a favor da paz e da estabilidade regional e (seguirão fazendo) esforços neste sentido”.

Rohani insistiu, segundo a mesma fonte, que “a adesão do Irã (ao acordo sobre o programa nuclear concluído em 2015) estava condicionada às promessas europeias de assegurar os interesses econômicos do país e que nenhuma delas foi concretizada”.

“Se o Irã não conseguir beneficiar-se do acordo, reduzirá os compromissos” assumidos no texto, completou, antes de ressaltar que o país “nunca renegociará o acordo”.

A agência estatal informou que o presidente iraniano responsabilizou os Estados Unidos “por todas as tensões na região”.

Rohani “destacou que o drone americano foi derrubado depois de receber advertências por ter violado o espaço aéreo iraniano”.

“Se o governo dos Estados Unidos quer entrar ilegalmente nas águas territoriais iranianas, as Forças Armadas responderão com determinação”, advertiu.

Washington afirma que o drone foi derrubado no espaço aéreo internacional.