Esportes

Presidente do Barcelona defende Superliga, mas pede diálogo


O presidente do Barcelona, Joan Laporta, voltou a afirmar nesta quinta-feira numa curta entrevista sobre a “necessidade” de criar uma Superliga Europeia, embora estivesse aberto a um “diálogo com a Uefa”.

“Temos uma posição de prudência, (mas) entendemos que é uma necessidade”, declarou Laporta à emissora de televisão TV3 durante uma visita ao torneio de tênis de Barcelona (nordeste da Espanha).

“Estamos sempre abertos ao diálogo com a Uefa (…) penso que haverá harmonia institucional”, insistiu o presidente, eleito diretamente pelos sócios-torcedores da equipe espanhola no início de março.

Esta é a primeira declaração pública do dirigente do Barça desde o anúncio na noite da criação da Superliga Europeia, um torneio independente proposto por doze grandes clubes europeus.

No entanto, em apenas dois dias a iniciativa fracassou com a desistência da maioria dos membros fundadores e devido a uma forte rejeição de entidades esportivas, torcedores, imprensa e governos.


+ Atleta de Jiu Jitsu morre aos 30 anos de Covid 15 dias após perder o pai pela doença
+ Após ameaças, soldada da PM denuncia coronel por assédio sexual
+ Mulher morre após ingerir bebida alcoólica e comer 2 ovos



“Surgiu uma série de pressões que fez com que alguns clubes se retirassem ou passassem a ter um outro olhar. Mas o fato dessa proposta ter sido feita continua existindo”, argumentou o dirigente de 58 anos.

“São necessários mais recursos porque fazemos investimentos muito consideráveis, pagamos salários muito altos … E se queremos que o futebol seja um espetáculo pelo mérito esportivo, para manter esse nível de qualidade, é preciso levar isso em consideração, e é isto que estamos apresentando”, continuou.

Em qualquer caso, Laporta indicou que a adesão do clube catalão a uma eventual Superliga deve ser ratificada pelos membros do clube.

O presidente do Real Madrid e primeiro presidente da Superliga, Florentino Pérez, declarou na véspera que o projeto estava “pausado”.

Das doze equipes fundadoras, os seis times ingleses abandonaram o projeto na noite de terça-feira, seguidos na quarta pelo Atlético de Madri e Inter de Milão.

pve-dbh/gh/lca

Veja também

+ Canadá anuncia primeira morte de pessoa vacinada com AstraZeneca no país
+ Yasmin Brunet comemora vitória de Gabriel Medina
+ Decifrado código dos Manuscritos do Mar Morto
+ Receita de panqueca americana com chocolate
+ Receita rápida de panqueca de doce de leite
+ Contran prorroga prazo para renovação da CNH
+ Receita de moqueca de peixe simples e deliciosa
+ 5 benefícios do jejum intermitente além de emagrecer
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Sucuris gigantes são flagradas em expedições de fotógrafos no MS