Mundo

Presidente da Itália promulga lei sobre corte de parlamentares

ROMA, 19 OUT (ANSA) – O presidente da Itália, Sergio Mattarella, assinou nesta segunda-feira (19) a lei constitucional que prevê a redução do número de parlamentares e altera os artigos 56,57 e 59 da Constituição, revelaram fontes do Palácio do Quirinale.   

A medida ocorre depois que, no dia 20 de setembro, na primeira eleição no país após o início da pandemia do novo coronavírus, os italianos disseram “sim” a uma reforma que diminui a quantidade de parlamentares eleitos dos atuais 945 (630 deputados e 315 senadores), recorde na União Europeia, para 600 (400 deputados e 200 senadores).   

O corte, que valerá apenas a partir das próximas eleições legislativas, também afetará os parlamentares italianos eleitos no exterior, que passarão de 18 (12 deputados e seis senadores( para 12 (oito deputados e quatro senadores).   

Com a nova lei constitucional, a Itália cai do primeiro para o quinto lugar na Europa em número de parlamentares, atrás do Reino Unido, França, Alemanha e Espanha. (ANSA)

Veja também

+ Cantora MC Venenosa morre aos 32 anos e família pede ajuda para realizar velório
+ Homem salva cachorro da boca de crocodilo na Flórida
+ Conheça o phloeodes diabolicus "o besouro indestrutível"
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa
+ Cirurgia íntima: quanto custa e como funciona
+ MasterChef: Fogaça compara prato com comida de cachorro
+ Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel