Esportes

Presidente Campello se reúne com elenco para tentar amenizar a crise no Vasco

O presidente do Vasco, Alexandre Campello, se reuniu com os principais jogadores do elenco, nesta terça-feira à tarde, antes do treino, no CT do Almirante. A intenção do dirigente foi amenizar a crise instalada no clube. Por segurança, uma viatura do BEPE (Batalhão Especializado em Policiamento em Estádios), com quatro policiais, se juntou aos seguranças do clube, mas nenhuma ocorrência foi registrada.

Os jogadores ainda não receberam os salários de dezembro e janeiro, além dos direitos de imagem desde setembro. As férias e uma parcela do 13.º também não foram depositadas. Há três semanas, os atletas deixaram de dar entrevistas após os treinos e também depois das partidas.

Apesar do descontentamento com a situação, o time está classificado para a terceira fase da Copa do Brasil, quando vai enfrentar o Goiás (jogo de ida nesta quinta-feira, no Maracanã, às 21h30) e também para a segunda fase da Copa Sul-Americana.

Já o desempenho no Carioca é sofrível. Após eliminação precoce na Taça Guanabara, ao ser eliminado antes das semifinais, o time do técnico Abel Braga soma dois empates (Resende e Volta Redonda) nas duas primeiras rodadas da Taça Rio.

Depois do jogo com o Goiás, o Vasco volta a campo no domingo, quando terá pela frente o clássico com o Fluminense. Um novo resultado desfavorável pode deixar a equipe em péssimas condições no Estadual.

Veja também

+ Entenda como a fase crítica da pandemia de Covid-19 pode ter sido superada em SP
+ A “primavera das bikes” pós-pandemia vai chegar ao Brasil?
+ Após se aposentar da Globo, Sérgio Chapelin aparece com novo visual; veja
+ Nick Cordero morre aos 41 anos, vítima de complicações da Covid-19
+ Hamilton bateu de novo em Albon; veja memes da F1
+ Pandemia adia cirurgia e saúde de Schumacher piora
+ Ford Ranger supera concorrentes e é líder de vendas
+ Tubarão-martelo morde foil de Michel Bourez no Tahiti. VÍDEO
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Saiba em quais lugares o contágio pelo novo coronavírus pode ser maior