Esportes

Prefeito de Madri diz que negocia para sediar final da Liga dos Campeões

Madri tem interesse em ser sede da final da Liga dos Campeões deste ano, caso os organizadores decidirem transferir o jogo previsto para Istambul, na Turquia, por causa da pandemia do coronavírus. O anúncio foi feito, nesta terça-feira, por José Luis Martínez, prefeito da capital espanhola.

“Sei que estão sendo feitos arranjos e quero declarar apoio absoluto da prefeitura para que a final da Liga dos Campeões seja realizada em Madri”, afirmou o político, em entrevista à rede 13tv, de acordo com o jornal Marca.

O jogo mais aguardado da temporada europeia estava previsto para o Estádio Ataturk, em Istambul, em 30 de maio, mas a competição foi paralisada nas oitavas de final, em março, por causa da pandemia.

Nenhum anúncio oficial foi feito sobre se a final será realizada em Istambul. Uma reportagem do New York Times no mês passado informou que o evento não aconteceria na cidade turca e que locais alternativos estavam sendo considerados.

A Uefa, que não quis comentar a declaração do prefeito de Madri, disse que um grupo de trabalho havia sido criado e que “uma variedade de opções” estava sendo analisada, acrescentando que uma reunião do Comitê Executivo em 17 de junho proporcionaria mais clareza.

A Espanha foi um dos países mais atingidos pela pandemia, mas tem relaxado gradualmente as restrições de confinamento conforme a diminuição do número de casos e mortes. Quase 28 mil pessoas morreram de covid-19 no país.

A liga espanhola recomeçará nesta quinta-feira, quase três meses depois de ter sido

suspensa por causa da pandemia. Não está descartada a possibilidade de permitir a presença de torcedores nos estádios ainda nesta temporada, o que poderia fortalecer a candidatura de Madri para a final da Liga dos Campeões. Almeida-Martinez disse que o retorno dos jogos ajudará a mostrar como a Espanha está preparada para ser sede do importante jogo.

O país anfitrião da final também deverá receber as quartas de final e semifinais. Normalmente, apenas a decisão é realizada em um local neutro, mas a Uefa mudou o planejamento para usar um único país, a fim de completar a competição durante a pandemia. Frankfurt e Lisboa também são candidatas.

Ano passado, Madri recebeu a final quando o Liverpool venceu o Tottenham, no Wanda Metropolitano, estádio do Atlético de Madrid.

Irene Lozano, presidente do Conselho Superior dos Esportes, disse recentemente que a Espanha

quer continuar “organizando com segurança os principais eventos esportivos internacionais”.

Veja também

+ Entenda como a fase crítica da pandemia de Covid-19 pode ter sido superada em SP
+ Pandemia adia cirurgia e saúde de Schumacher piora
+ Ford Ranger supera concorrentes e é líder de vendas
+ Tubarão-martelo morde foil de Michel Bourez no Tahiti. VÍDEO
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Cantora Patricia Marx se assume lésbica aos 46 anos de idade
+ Saiba em quais lugares o contágio pelo novo coronavírus pode ser maior