Comportamento

Prefeita de Washington renomeia rua em frente à Casa Branca com lema de protestos

Prefeita de Washington renomeia rua em frente à Casa Branca com lema de protestos

Afalto pintado com o lema 'Black Lives Matter', em Washington, 5 de junho de 2020 - AFP

A prefeita de Washington, Muriel Bowser, renomeou a rua em frente à Casa Branca como “Black Lives Matter” (Vidas negras importam), o lema dos protestos pela morte de George Floyd, que foi pintado no asfalto por ativistas com enormes letras amarelas.

A onda de protestos que agita os Estados Unidos começou após a morte de Floyd em 25 de maio, quando um policial branco o imobilizou pressionando seu pescoço com o joelho até matá-lo por asfixia, após tê-lo acusado de pagar uma compra com uma nota falsa.

Bowser, do Partido Democrata, está em confronto com o presidente Donald Trump desde que o mandatário usou as forças de ordem para reprimir uma manifestação em frente à Casa Branca na segunda-feira para posar para foto segurando uma Bíblia em frente a uma igreja, danificada na véspera em outro protesto.

“A seção da rua 16 em frente à Casa Branca agora se chama oficialmente ‘Black Lives Matter'”, disse a prefeita.

A esquina é simbólica porque foi onde ocorreu a repressão dos manifestantes pacíficos, que foram dispersados com bombas de gás lacrimogêneo pelas forças de ordem alheias à administração municipal, o que motivou críticas de Bowser.

A capital americana não pertence a nenhum estado e tem uma jurisdição especial como Distrito de Columbia, sem senadores e com representantes sem direito a voto na Câmara Baixa.

No Twitter, a prefeita publicou uma foto do asfalto com a frase “Black Lives Matter” pintada e fez uma homenagem a Breonna Taylor, uma mulher que morreu baleada em casa pela polícia em Kentucky.

“Breonna Taylor, no seu aniversário, ergamo-nos com determinação, com determinação para fazer dos Estados Unidos a terra que devia ter sido”, manifesto-se Bowser.

Rose Jaffe, uma artista que faz parte do coletivo que pintou a mensagem no asfalto, contou à AFP que a ação visa a “retomar as ruas de DC”.

Mas a ativista disse que espera que a prefeita faça mais do que gestos e tome atitudes sobre os problemas, como a prestação de contas da polícia.

Veja também

+ Usado: Toyota Corolla é carro para ficar longe da oficina
+ Robert De Niro reduz limite do cartão da ex-mulher e diz que coronavírus implodiu suas finanças
+ MasterChef estreia sem "supercampeão" e cheio de mudanças
+ Gafanhotos: cidade na Bahia enfrenta invasão de insetos
+ A “primavera das bikes” pós-pandemia vai chegar ao Brasil?
+ Tubarão-martelo morde foil de Michel Bourez no Tahiti. VÍDEO
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Saiba em quais lugares o contágio pelo novo coronavírus pode ser maior