Ediçao Da Semana

Nº 2742 - 12/08/22 Leia mais

A Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) acredita que, após seis trimestres de crescimento sustentado, os altos preços empurram o valor do comércio de mercadorias do G20 para um novo recorde no primeiro trimestre de 2022. “As exportações e importações aumentaram 3,6% e 5,8%, em comparação com o quarto trimestre de 2021”, diz, em pesquisa divulgada nesta terça-feira.

Para a instituição, o aumento é explicado em grande parte pela alta das commodities, já que a guerra na Ucrânia e as medidas de contenção da covid-19 no leste da Ásia impulsionaram ainda mais os preços dos bens comercializados e as cadeias de suprimentos.

Por outro lado, o crescimento das exportações e importações de serviços para o G20 está estimado em cerca de 2,0% e 1,1% no primeiro trimestre de 2022, respectivamente, em relação ao trimestre anterior.

“As estimativas preliminares estão bem abaixo das taxas de 6,2% e 3,1% registradas no quarto trimestre de 2021 para exportações e importações, refletindo um comércio mais fraco no setor de transporte no leste da Ásia e uma desaceleração geral no comércio de serviços na maioria das economias do G20”, aponta o documento.