Economia

Preços do coque saltam na China por preocupação com oferta; minério tem leve alta

Preços do coque saltam na China por preocupação com oferta; minério tem leve alta

Térmica a carvão na Austrália


PEQUIM (Reuters) – Os contratos futuros do coque negociados na China atingiram uma máxima de seis semanas nesta quinta-feira, disparando quase 4% depois que os preços no mercado “spot” saltaram por temores de um aperto nas ofertas em meio à imposição de restrições ambientais.

O preço do coque adquirido por diversas usinas de Hebei avançou 120 iuanes por tonelada, enquanto algumas siderúrgicas em Shandong também concordaram com o aumento, disseram analistas da SinoSteel Futures em nota.

Os futuros mais negociados do coque na bolsa de commodities de Dalian chegaram a subir 3,8%, para 2.836 iuanes (437,80 dólares) por tonelada, maior nível desde 13 de maio. Eles fecharam em alta de 2,2%, a 2.790 iuanes a tonelada.

Os contratos futuros do carvão metalúrgico em Dalian também ampliaram ganhos, avançando 1,8%, para 2.046 iuanes/tonelada.

A alta nos preços das matérias-primas siderúrgicas ocorre após a China ter reforçado inspeções de segurança, enquanto regulamentações de caráter ambiental também restringiram a produção.

A referência dos futuros do minério de ferro para entrega em setembro, subiu 0,9%, para 1.165 iuanes a tonelada.

(Reportagem de Min Zhang e Shivani Singh)

tagreuters.com2021binary_LYNXNPEH5N0MW-BASEIMAGE

Veja também
+ Joice Hasselmann aparece com fraturas e diz acreditar ter sido vítima de ‘atentado’
+ Pintor é expulso de rodízio por comer 15 pratos de massa; assista
+ ‘Transo 15 vezes na semana’, diz Eduardo Costa ao revelar tratamento por vício em sexo
+ Gel de babosa na bebida: veja os benefícios
+ Mercedes-Benz Sprinter ganha versão motorhome
+ Veja fotos de Karoline Lima, novo affair de Neymar
+ Anorexia, um transtorno alimentar que pode levar à morte
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Yasmin Brunet quebra o silêncio
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago