Geral

PR: Vereadora quer proibir a venda de alimentos em forma de órgãos sexuais

Crédito: Reprodução

A vereadora Jessicão (PP), de Londrina (PR), criou um projeto de lei para proibir a venda de alimentos em formato de órgãos sexuais na cidade.



+ Maisa comemora 20 anos com viagem à Itália: ‘Vai ser inesquecível’
+ Autoescola pode deixar de ser obrigatória para tirar a CNH
+ Peixes vive num mundo só dele; 30 provas de que piscianos são muito diferentes
+ Dia Nacional do Café: 20 receitas para explorar o ingrediente na cozinha

A proibição abrange bares, lanchonetes, restaurantes, trailers e similares. As informações são do jornal Folha de S.Paulo.

Nas redes sociais, Jessicão afirmou que essa “’modinha’ vulgar precisa ser combatida”. “Trata-se de um segmento comercial danoso que fere a moral, constrange a família, as crianças e adolescentes ao expor a algo vexatório”, escreveu a vereadora na justificativa do projeto.

A proposta também prevê punições como advertência, suspensão das atividades, multa diária de até R$ 500 e até perda do alvará.

“O objetivo da presente proposição é proteger, sobretudo, nossas crianças e nossos adolescentes”, diz o texto.

Em entrevista à Folha, Jessicão afirmou que o projeto de lei não se aplica aos sex shops. “Já é sabido que chocolates em forma de pênis e vagina são vendidos em sex shops. A ideia é que continue sendo restrita a adultos, mas que não fique exposto a crianças e adolescentes. Pode vender no sex shop sem problema algum, mas que não se banalize”, explicou.

Ainda conforme a vereadora, ainda não há lojas vendendo produtos semelhantes em Londrina. “A ideia é proibir a​ntes de chegar”, afirmou. Para entrar em vigor, o projeto de lei precisa passar por comissões da Câmara dos Vereadores, ser aprovado em votações no plenário em dois turnos e ser sancionado pelo prefeito do município.