Carnaval

“Posso estar pelada e tem que respeitar”, diz Valesca Popozuda sobre assédio

Crédito: Reprodução/Instagram

O Carnaval acaba gerando assuntos polêmicos como, por exemplo, o assédio sexual contra as mulheres. Em entrevista à Quem, Valesca Popozuda falou sobre o assunto.

Vote:
As 50 mais sexy de 2020
Os 50 mais sexy 2020

“Todos os dias a gente tem que lutar contra o machismo, o assédio. Eu posso estar de short curto, de peito de fora, pelada e as pessoas têm que respeitar. Meu corpo, minhas regras, e eu faço o que quiser”, contou ela para o veículo.

Reforçando que o feminismo tem que ser lembrado todos os dias e não só nessa época de Carnaval, a cantora continuou: “Quando chega uma data importante as pessoas celebram muito, mas a gente tem que lembrar do feminismo tofos os dias, porque as mulheres existem todos os dias. Tudo o que a gente quer é respeito”, disse a loira.


Saiba mais
+ Andressa Urach pede dinheiro na internet: ‘Me ajudem a pagar a fatura do meu cartão’
+ O que se sabe sobre a flurona?
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ IPVA 2022 SP: veja como consultar e pagar o imposto
+ Um gêmeo se tornou vegano, o outro comeu carne. Confira o resultado
+ Reencarnação na história: uma crença antiquíssima
+ SP: Homem morre em pé, encostado em carro, e cena assusta moradores no litoral
+ Horóscopo: confira a previsão de hoje para seu signo
+ Veja quais foram os carros mais roubados em SP em 2021
+ Expedição identifica lula gigante responsável por naufrágio de navio em 2011
+ Tudo o que você precisa saber antes de comprar uma panela elétrica
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua