Ediçao Da Semana

Nº 2742 - 12/08/22 Leia mais

Novo ministro do Supremo Tribunal Federal, o advogado André Mendonça será pioneiro na Corte em aparições públicas esporádicas que podem deixá-lo mais à vitrine (e em risco de suspeição) que os colegas de toga. Pastor da Igreja Presbiteriana, Mendonça não vai abrir mão de pregações em cultos — no seu e em outros templos neopentecostais. Os convites já surgem. Um amigo próximo, o deputado Sóstenes Cavalcante (fiel escudeiro do padrinho de indicação, Pr. Silas Malafaia), garante que o ministro vai se policiar. “Ele não vai deixar de ser pastor. O ministro atuará com maturidade no STF, em palestras e cultos. Evidentemente, não vai abordar assuntos que estejam em sua mesa”. A conferir. Desconfiado, o ex-AGU quer saber onde pisa. Pediu varredura antigrampo no futuro gabinete na Corte. Sabe que uma escuta ambiental desativada foi encontrada no gabinete de Luís Roberto Barroso poucos meses depois da aposentadoria de Joaquim Barbosa, seu antecessor. Até hoje a PF não desvendou o crime.

André Mendonça vai continuar a pregar em igrejas evangélicas. Essa exposição pode colocá-lo em risco de suspeição sobre temas polêmicos

Portões escancarados

Fábio Teixeira

A ANVISA é uma piada. Não tem fiscais para aeroportos. Pode passar um elefante na imigração e ninguém pergunta por quê. Há duas semanas a Coluna solicita ao órgão o contingente de fiscais e como é a triagem no desembarque de cinco aeroportos internacionais. A assessoria alegou alta demanda e preparativos para a vigência do passaporte de vacina.

Policiais penais batem à porta de Torres

Divulgação

Equiparação salarial, benefícios de carreira, possibilidade de concursos são demandas que os policiais penais levam ao Ministério da Justiça desde 2019. Falta a regulamentação da categoria. As trocas de ministros minaram a pauta. Agora, o Sindicato dos Policiais Penais Federais no DF quer reforçar a agenda com o ministro da Justiça, Anderson Torres. Segundo Gilvan Cavalcanti, presidente do SINDAPPF-DF, são 75 mil agentes no Brasil. “O ministro da Justiça não parece interessado na pauta e o DEPEN não colabora”, afirma Maryland Lima, presidente da Associação dos Servidores do Sistema Penitenciário do DF.

Exército vai para o front digital

Pablo Jacob

Não é de hoje que os sites dos ministérios sofrem tentativas de ataque hacker — alguns com sucesso, como no caso da Saúde. Frequentemente o GSI, a Polícia Federal e até o Centro de Inteligência do Exército — um dos melhores do mundo em combate a ciberataques — são convocados a essa guerra. Foi o que aconteceu dia 14 de agosto, quando piratas virtuais invadiram o portal do Ministério da Economia, que não fez alarde. Um major do departamento de ciberataques reuniu os melhores da turma e salvou a pasta de Paulo Guedes. Ficaram online cinco dias 24h, em turnos escalonados, até resolver.

Cadê o telefone vermelho, chefe?

Jair Bolsonaro desconfia de todos os egressos de governos anteriores. Não foi diferente com a ABIN, que desenvolveu no governo Dilma excelente software de criptografia de telefone e e-mail, o c-gov e cripto-gov. Ninguém usa. Ele e ministros palacianos insistem no whatsapp e telegram.

Cunha se muda para SP

Ex-presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha vai se desfiliar do MDB. Começou a pré-campanha para retornar à Casa com transferência do título de eleitor para São Paulo nessa semana. Vai morar num flat seu na capital, e manter a ponte-aérea com Brasília, onde se reúne com advogados. A filha Danielle disputará a vaga pelo Rio.

Sobrou até para Levy..

A autofagia é tanta no PRTB que sobrou até para o falecido Levy Fidelix. O edital de convocação para assembleia desse sábado cita que a maioria dos 28 fundadores endossou a reunião. Eles querem destituir a atual executiva. Um trecho aponta que estão aptos a votar os regularizados, “excetuando-se os falecidos e não filiados”.

Nos bastidores

Poucas, mas guerreiras
Da tropa de 240 militares norte-americanos no treinamento CORE21 no interior paulista, encerrado no último dia 16, apenas quatro eram mulheres — menos de 2% do contingente.

E Temer quer voltar
A senadora Simone Tebet é só um potencial nome no sempre dividido MDB. Mas quem manda, Michel Temer — com a peculiar discrição —, já se coloca como um vice do partido à disposição de pré-candidatos.

Aeroporto & reza forte
O senador Luiz do Carmo (MDB-GO) comprou uma briga com a Igreja em Goiás. Sugeriu renomear o Aeroporto Santa Genoveva de Íris Resende, o falecido amigo ex-governador. O arcebispo Washington Cruz, mesmo de saída do cargo, já bateu pé.

Atenção, passageiros

Se o leitor reclama de rodoviárias do País, é porque não conhece o Aeroporto de Porto Seguro. Pouco espaço para circulação, sem ar condicionado no saguão e lembra uma galeria de lojas.