Esportes

Porto sofre derrota histórica na volta do Português e pode perder liderança

A liderança do Campeonato Português pode mudar de mãos logo na sua retomada. Nesta quarta-feira, no primeiro dia de jogos da competição após quase três meses parado por causa da pandemia do coronavírus, o Porto foi surpreendido e perdeu por 2 a 1 para o Famalicão. Agora, então, pode ver a Ponta ser assumida pelo Benfica.

O Porto se manteve com 60 pontos, com apenas um de vantagem para o seu rival de Lisboa, que nesta quinta-feira vai receber o Tondela e tem a oportunidade de assumir a dianteira do torneio. Já o Famalicão chegou aos 40 pontos, em quinto lugar, sendo a principal surpresa do campeonato.

A partida foi disputada sem a presença do público nas arquibancadas para evitar a propagação do coronavírus. Assim, o torcedor do Famalicão não pôde comemorar dentro do estádio do seu clube uma rara vitória sobre o Porto, a primeira no Estádio Municipal de Famalicão desde a temporada 1946/1947.

Os torcedores dos clubes, porém, não ficaram completamente fora da partida. Alguns puderam ser ouvidos cantando do lado de fora do estádio, enquanto outros assistiram ao jogo nas varandas dos prédios próximos com vista para o campo. E torcedores do Porto haviam se reunido para apoiar o time ao deixar o hotel para o duelo.

Como medida de segurança, o jogadores usavam máscaras nos bancos e houve poucas interações antes da partida, que começou após um minuto de silêncio, com os atletas reunidos ao redor do círculo do meio-campo. Os dirigentes do clube ficaram a alguns metros um do outro nos assentos VIP.

Para obter esse resultado histórico, o Famalicão contou com grande atuação do goleiro brasileiro Rafael Defendi, que fez algumas intervenções difíceis, uma delas com a perna, após cabeceio de Tiquinho Soares.

E se o brasileiro se saiu bem, o outro goleiro da partida, o argentino Marchesín, falhou. Logo no início da etapa final, aos três minutos, saiu jogando errando, deixando a bola à disposição de Fábio Martins, que tocou para a meta vazia para fazer 1 a 0.

O Porto conseguiu o empate aos 29, com o mexicano Jesús Corona, que finalizou rasteiro após ser lançado por Sérgio Oliveira. Só que o Famalicão voltou a ficar na frente no placar – e dessa vez definitivamente – aos 33 minutos, com um chute da entrada da área de Pedro Gonçalves.

GOL BRASILEIRO – Horas antes, no jogo que marcou a retomada do Campeonato Português, o Portimonense venceu o Gil Vicente por 1 a 0. Lucas Fernandes, ex-São Paulo, marcou o gol do triunfo do penúltimo colocado do Português sobre o nono.

Veja também

+ Toyota Corolla Cross é SUV do Corolla para brigar com Jeep Compass e cia; confira imagens oficias
+ Robert De Niro reduz limite do cartão da ex-mulher e diz que coronavírus implodiu suas finanças
+ MasterChef estreia sem "supercampeão" e cheio de mudanças
+ Gafanhotos: cidade na Bahia enfrenta invasão de insetos
+ Coronel da PM diz que Bolsonaro é ‘falastrão’ e renuncia à entidade de Oficiais
+ A “primavera das bikes” pós-pandemia vai chegar ao Brasil?
+ Tubarão-martelo morde foil de Michel Bourez no Tahiti. VÍDEO
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Saiba em quais lugares o contágio pelo novo coronavírus pode ser maior