Brasil

‘Por enquanto, sem alteração’, diz Bolsonaro sobre indicação de filho a embaixada

Crédito: Marcos Corrêa/PR

O presidente Jair Bolsonaro disse nesta sexta-feira, 18, que não há alteração sobre a indicação do deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) ao cargo de Embaixador do Brasil nos Estados Unidos. “Por enquanto, sem alteração”, disse o presidente.

A atuação de Bolsonaro para colocar Eduardo na liderança do PSL na Câmara deixou em suspenso a possibilidade de o deputado assumir a embaixada.

O presidente indicou o filho para o cargo há três meses, mas até agora a intenção não foi formalizada. Para ser confirmado embaixador, Eduardo precisa ser sabatinado e aprovado pelo Senado. Como não há segurança no Planalto sobre o apoio ao nome entre os senadores, o cargo na Câmara seria uma “saída honrosa”, segundo auxiliares de Bolsonaro.

Convites

O presidente afirmou que já recebeu vários convites de partidos para sair do PSL. “Tô meio bonito, né. Então tem vários convites”, disse. Questionado se algum partido de esquerda o convidou, Bolsonaro ironizou: “tá chamando a esquerda de maluca ou eu de maluco?”.

Bolsonaro recebeu na manhã desta sexta-feira, 18, o presidente do PSD, Gilberto Kassab (SP). Segundo Bolsonaro, foi uma visita de cortesia. “Eu converso com todo mundo. Uns eu convido, outros querem vir. É o papel de um presidente. Eu quero paz para poder governar. Temos problemas enormes no Brasil para poder resolver”, disse Bolsonaro.

Veja também

+ Toyota Corolla Cross é SUV do Corolla para brigar com Jeep Compass e cia; confira imagens oficias
+ Robert De Niro reduz limite do cartão da ex-mulher e diz que coronavírus implodiu suas finanças
+ MasterChef estreia sem "supercampeão" e cheio de mudanças
+ Gafanhotos: cidade na Bahia enfrenta invasão de insetos
+ Coronel da PM diz que Bolsonaro é ‘falastrão’ e renuncia à entidade de Oficiais
+ A “primavera das bikes” pós-pandemia vai chegar ao Brasil?
+ Tubarão-martelo morde foil de Michel Bourez no Tahiti. VÍDEO
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Saiba em quais lugares o contágio pelo novo coronavírus pode ser maior