ISTOÉ 2016

Por doping russo, Brasil herda medalha de bronze nos Jogos de Pequim-2008

O doping na Rússia leva o Brasil a ganhar mais uma medalha nos Jogos de 2008, em Pequim. Nesta terça-feira, a Associação Internacional de Federações de Atletismo (IAAF, na sigla em inglês) anunciou a desclassificação da equipe russa do revezamento 4×100 metros feminino.

Moscou havia terminado na primeira posição em Pequim, com o Brasil na quarta posição. Mas, num teste de doping realizado neste ano com amostras guardadas desde aquele evento, a IAAF informou que a atleta russa Yulia Chermoshanskaya fora flagrada em exame.

Duas substâncias proibidas foram encontradas em sua amostra, stanozolol e turinabol. Como resultado, os resultados de todo o time foram cancelados, assim como a entidade obrigou os russos a devolver suas medalhas.

Pela nova classificação, a Bélgica ficou com o ouro, seguida pela Nigéria e pelo Brasil, agora na terceira colocação. O País tinha participado com uma equipe formada por Rosângela Santos, Thaissa Presti, Lucimar Moura e Rosemar Coelho.

Diante da polêmica do doping russo nos últimos meses, o Comitê Olímpico Internacional (COI) decidiu refazer os testes de doping com todos os medalhistas de 2008 e 2012. Um total de 93 casos foram detectados nas amostras que haviam sido guardadas em um laboratório de Lausanne.


+ Rapper implanta diamante de R$ 128 milhões no rosto
+ PR: Jovem desaparecida é encontrada morta; namorado confessa crime
+ Galo bota ovos e surpreende moradores de Santa Catarina

A opção por manter as amostras por dez anos tem como objetivo permitir que a ciência avance e que, assim, consiga detectar substâncias que, em 2008, conseguiam driblar os controles.

Veja também

+ Aprenda a preparar o delicioso espaguete a carbonara
+ Vídeo: o passo a passo de como fazer ovo de Páscoa
+ Cientistas desvendam mistério das crateras gigantes da Sibéria
+ Sexo: saiba qual é a melhor posição de acordo com o seu signo
+ 5 benefícios do jejum intermitente além de emagrecer
+ Como fazer seu cabelo crescer mais rápido
+ Vem aí um novo megaiceberg da Antártida
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Em entrevista Andressa Urach relembra episódio em que praticou zoofilia
+ Lívia Andrade posa com estrelas do mar no corpo: “Bem sereiuda”
+ Cristaleira: como transformar o móvel de ‘casa de vó’ em um item lindo e atemporal
+ Cataratas do Niágara congelam e as imagens são incríveis
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Editora estreia com o romance La Cucina, uma aventura gastronômia e erótica