A Polícia Civil de Minas Gerais divulgou um vídeo no qual é possível ver o momento em que a ex-funcionária de um estabelecimento comercial de Contagem (MG), cidade que fica na região metropolitana de Belo Horizonte, deixa um crânio humano em frente ao local do qual foi demitida após um desacordo. Nas imagens, a suspeita está acompanhada de outras duas pessoas e veste um casaco branco com capuz.

+ MG: polícia investiga uso de crânio humano em suposto ritual espiritual

+ Índia: Cinco homens são presos por sacrifício humano em ritual religioso

Confira as imagens:

Relembre o caso

De acordo com as autoridades, a polícia recebeu uma denúncia de que um suposto ritual espiritual havia sido realizado na porta de um estabelecimento com o uso de uma caveira humana. Segundo os donos do comércio, uma ex-empregada seria a responsável. A mulher teria efetuado a ação “mística” após um desacerto relacionado à rescisão de um vínculo trabalhista com a empresa.

A Polícia Civil divulgou que após uma análise das câmeras de vigilância do local, foi possível observar que o ritual teria sido praticado pela suspeita. O crânio utilizado para a “magia” foi encontrado próximo ao estabelecimento e passou por uma análise em que foi constatado que a ossada de fato pertencia a um ser humano. Na casa da investigada, foram apreendidos materiais e vestimentas ritualísticas, imagens de entidades e cordões.

As investigações estão a cargo da 6ª Delegacia de Polícia Civil em Contagem e são averiguados os delitos de subtração de cadáver, vilipêndio a corpo e ameaça.