Gilberto Ludvichak matou a inquilina Juliana Grasiela Pinheiro Wirth, de 40 anos, a facadas enquanto ela dormia ao lado do filho, de dois, no bairro de Nova Esperança, em Guaramirim (SC), na madrugada de sexta-feira, 24.

Segundo o UOL, a mulher havia denunciado o suspeito do assassinato e a namorada dele por maus-tratos. A Polícia Militar não detalhou sobre do que se tratava a acusação, apenas que o casal recebeu uma intimação.

Em seguida, o homem teria comunicado à namorada que “havia resolvido a situação” com Juliana e gravou a mulher morta em cima da cama.

A namorada passou mal ao ver as imagens e precisou ser levada a um hospital da região. O homem foi preso em flagrante assim que chegou à unidade de saúde para visitar a companheira. Depois, ele teria confessado o crime aos policiais.

Agora o caso é investigado pela Polícia Civil. Segundo a corporação, o homem já havia sido condenado a mais de 18 anos de prisão por matar uma cunhada, de 15 anos, em 2014, mas cumpria a pena em regime aberto.