Um homem de 42 anos foi detido pela Polícia Civil de Minas Gerais na quarta-feira, 6, em Betim, cidade que fica na Região Metropolitana de Belo Horizonte, a cerca de 37 quilômetros da capital do estado. O suspeito teria abusado de uma criança de 10 anos durante um ensaio fotográfico, que teria ocorrido no mês de outubro deste ano. Após a prisão, outras vítimas apareceram e contaram que haviam passado por situações similares.

+ RJ: homem confessa ter estuprado e assassinado criança de 4 anos

+ GO: homem que usava doces e dinheiro para atrair e abusar de filhas da vizinha é preso

Resumo:

  • Os tios da criança iriam realizar um ensaio fotográfico e o homem responsável pela produção afirmou que a menina possuía um perfil interessante;
  • Ao levá-la para um cômodo onde ela trocaria de roupa, o suspeito teria requisitado que ela se despisse e passou a mão nas genitais da garota enquanto ela estava apenas de roupas íntimas;
  • Após retornar para casa, a jovem relatou o ocorrido e um boletim de ocorrência foi registrado. Com a repercussão, outras duas vítimas apareceram com histórias semelhantes às da criança.

Os tios da criança procuram o fotógrafo para um ensaio fotográfico da família, e convidaram a menina, de apenas 10 anos, para comparecer ao estúdio, que fica na casa do suspeito. O homem teria se interessado pelo perfil da garota, e se aproveitou para levá-la a um cômodo onde ela trocaria de figurino, local em que pediu para a garota tirar a roupa.

Mesmo receosa, a menina aceitou as condições e quando estava apenas com roupas íntimas, o fotógrafo teria tocado as genitais dela, colocando a boca próxima ao ouvido da criança, lambendo o rosto da criança e pedindo para que a vítima repetisse que ele era só dela. Após o ocorrido, a garota voltou aos parentes e começou a apresentar um comportamento estranho ao retornar para casa.

A menina relatou os fatos aos familiares, que registraram um boletim de ocorrência e divulgaram as informações em um grupo do bairro. A repercussão fez com que outras duas vítimas, agora adultas, que foram abusadas pelo fotógrafo quando possuíam entre 14 e 15 anos de idade, também contassem as histórias delas para as autoridades. Segundo a polícia, outras pessoas que teriam sofrido nas mãos do suspeito foram identificadas, mas não compareceram à delegacia, já que temem pela própria vida.

“Entendemos que essa prisão é um fato motivador para que essas meninas procurem a Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher de Betim e registrem esses fatos”, explicou a delegada Karla Moreira, durante uma coletiva, complementando que o fotógrafo nega os fatos e que a defesa do investigado já se manifestou em meios de comunicação declarando a inocência do detido.

As outras vítimas que foram abusadas pelo fotógrafo teriam relatado o ocorrido para os respectivos responsáveis, que não acreditaram na história, já que o homem teria uma boa reputação no meio em que vive. As jovens supostamente foram a um ensaio fotográfico para festa de 15 anos, onde o suspeito pediu para que as garotas ficassem seminuas, com biquínis e lingeries.

As investigações começaram em novembro e a Polícia Civil realizou uma busca e apreensão na residência do fotógrafo na terça-feira, 5, onde foram encontrados computadores, celulares e cartões de memória de câmeras, todos os itens acabaram levados pelas autoridades para as investigações.