O roubo de cabos na subestação de energia da estação Colégio, na zona norte do Rio de Janeiro, na manhã desta terça-feira, 14, afetou a circulação da Linha 2 do MetrôRio. Por conta disso, 16 estações da mesma linha tiveram de ser fechadas. O serviço já foi normalizado.

Por meio de nota enviada à ISTOÉ, a Polícia Militar informou que agentes do 41° BPM (Batalhão de Polícia Militar) Irajá foram acionados para atender a ocorrência, com o objetivo de recuperar os cabos de energia roubados e prender os autores.

“Na ação, os agentes foram alvos de disparos efetuados por um homem armado, no interior da localidade conhecida como Caixotaria. Após um cerco tático, os agentes conseguiram prender o suspeito. Com ele os militares apreenderam uma pistola calibre 40. A ação ainda está em andamento”, completou a corporação.

De acordo com a concessionária, a Linha 2 operou provisoriamente entre Central do Brasil/Centro e Botafogo no período da manhã. Durante o roubo, funcionários foram feitos refém, mas ninguém ficou ferido.

“Entre os materiais furtados durante a ação criminosa na subestação Colégio, estão cabos de energia, ferramentas, refletores, TVs, micro-ondas e pertences pessoais dos funcionários”, finalizou.