Uma influenciadora que é mãe solo nos Estados Unidos foi criticada nas redes sociais após compartilhar um vídeo dizendo que gastou 17 mil dólares (R$ 89,1 mil) de doações em apenas um mês. Adrielle Sigler, de 33 anos, vive em Jamestown, no estado de Nova York, e realiza vaquinhas para conseguir fundos no intuito de, alegadamente, poder criar seus três filhos sozinha. As informações são do New York Post.

+ Influenciadora cristã revela que foi vítima de abuso sexual quando criança e pede que igreja não acoberte; entenda

+ Influenciadora denuncia namorado após tentativa de feminicídio na França

Em seu vídeo mais recente, publicado no TikTok, a mulher afirma que estabeleceu uma arrecadação no site GoFundMe no valor de 30 mil dólares (R$ 157,4 mil) para poder se mudar. Adrielle alega que a vida de sua família está em risco e por isso eles precisam deixar a cidade.

Um mês antes, a mãe solo afirmou que gastou 17 mil dólares em apenas um mês. “Sou responsável por três humaninhos”, declarou a mulher em uma postagem, acrescentando que todo seu dinheiro é proveniente das redes sociais.

Entretanto, os gastos de 17 mil foram resultado de transferências como: cinco mil dólares (R$ 26,2 mil) nos reparos de um carro, mil dólares no aluguel de um automóvel, 1,6 mil dólares nas roupas de verão dos filhos, 800 dólares em gastos no Doordash – companhia que faz a entrega de produtos alimentícios – e outros 800 em utilidades.

Adrielle ainda mencionou itens como maquiagem, compras na Amazon e cinco celulares, dois para ela e um para cada filho. A mãe solo também alegou que conseguiu pagar quatro meses de aluguel com antecedência. Nenhum dos valores gastos nessas transações foi informado.

A mulher também citou gastos com aniversários e salões de cabelo como justificativa para os custos elevados. “Se eu soubesse que teríamos que nos mudar o mais rápido possível, teria controlado estes valores”, pontuou Adrielle.

Nos comentários das publicações da mãe solo, vários usuários questionam as práticas de Adrielle. “Queria ter metade destes luxos”, escreveu um internauta. “Eu vivo em Nova York e nunca tive gastos de 17 mil na minha vida”, relatou outro.