Economia

Pontos de concentração caíram para 197, apontam dados da PRF atualizados às 19h


A Polícia Rodoviária Federal (PRF) informou que, até às 19h desta quarta-feira, 30, foram identificados 197 “pontos de aglomeração” em rodovias federais. Há apenas um bloqueio total no momento, de acordo com a PRF. Os dados atualizados foram apresentados pelo ministro Raul Jungmann, em coletiva de imprensa.

Mais cedo, por volta de meio dia, Jungmann disse que o número era de 540 e que havia dois pontos de obstrução total. No auge do movimento, foram identificados 632 bloqueios nas rodovias.

Questionado sobre o motivo da redução expressiva em apenas um dia, Jungmann avaliou que ficou claro para a sociedade que a pauta dos caminhoneiros foi atendida, mas que depois houve infiltração política e atos de violência que não podem ser tolerados. “Quando virou esse movimento incivilizado, perderam totalmente o apoio”, disse.

Até o final da tarde desta quarta-feira, a PRF já havia realizado escoltas de 2.275 veículos de carga e, desde o início das escoltas, de cerca de 36,3 milhões de litros de combustível em rodovias federais do Brasil.

“A PRF continua a agir para manter a segurança e restabelecer o fluxo normal de veículos e cargas pelas rodovias do País, com desbloqueios de vias, ações de escolta e apoio aos usuários”, disse a PRF em nota divulgada no final da tarde.

Veja também
+ Corpo de jovem desaparecido é encontrado em caçamba de lixo
+ Corpo de Gabby Petito é encontrado, diz site; legista afirma que foi homicídio
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Vídeo: família é flagrada colocando cabelo na comida para não pagar a conta
+ Tudo o que você precisa saber antes de comprar uma panela elétrica
+ Instituto Gabriel Medina fecha portas em Maresias
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Passageira agride e arranca dois dentes de aeromoça
+ Gel de babosa na bebida: veja os benefícios
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Yasmin Brunet quebra o silêncio