Esportes

Ponte Preta encara Chapecoense e tenta reabilitação na Série B do Brasileiro

Apenas uma partida dará prosseguimento a nona rodada do Campeonato Brasileiro da Série B na noite desta terça-feira. Sem vencer há três jogos e vindo de duas derrotas seguidas, a Ponte Preta fará um duelo direto de meio de tabela contra a Chapecoense, no Estádio Moisés Lucarelli, em Campinas, às 21h30, de olho na reabilitação para se afastar da zona de rebaixamento e voltar a ficar na cola da disputa pelo G-4.

Atualmente, com oito pontos ganhos, a Ponte Preta aparece na 13ª colocação. Em oito jogos são duas vitórias, dois empates e quatro derrotas. O CSA, primeiro time dentro da zona de rebaixamento, tem a mesma pontuação, mas o time campineiro fica em vantagem nos critérios de desempate. Outros cinco times também estão empatados com oito pontos.


Já a Chapecoense, vive uma situação um pouco melhor na tabela, mas também vem de um jejum de vitórias. Sem saber o que é vencer há quatro rodadas, o time catarinense aparece na 10ª colocação com dez pontos ganhos. O duelo irá marcar o reencontro de Gilson Kleina, atualmente no alviverde, diante de seu ex-clube Ponte Preta.

PONTE PRETA

Com um treino na tarde desta segunda-feira a Ponte Preta finalizou a sua preparação para encarar a Chapecoense. Entre baixas e retornos, o técnico Hélio dos Anjos fez os últimos acertos no time titular e definiu os jogadores relacionados. Todos de fora do último jogo, o lateral-direito Norberto, o zagueiro Fábio Sanches e o atacante Lucca estão de volta e serão titulares após se recuperarem de lesões musculares.

Fábio Sanches deve pintar na vaga que vinha sendo de Fabrício Dornellas, bastante criticado pela torcida e irá fazer dupla defensiva com Thiago Oliveira. No ataque, Lucca – que é o principal goleador da equipe com oito gols -, não sente mais dores no joelho e irá atuar ao lado de Echaporã. Danilo Gomes, por sua vez, recebeu o terceiro cartão amarelo contra o Bahia e é desfalque para o setor.

Mesma situação do volante Ramon, que também está de fora por suspensão. Com isso, a tendência é que Hélio dos Anjos arme um meio campo mais criativo, com Fessin atuando com Matheus Anjos, enquanto Amaral e Léo Naldi ficam na contensão. O comandante explicou sobre essa possibilidade: “Acredito que a questão estrutural do meio vai passar por algumas situações que podem ser inéditas”, disse o treinador.

CHAPECOENSE

Do outro lado, a Chapecoense se quer voltou para Santa Catarina após o empate sem gols contra o Vila Nova e treinou nos últimos dois dias já na região de Campinas. A atividade desta segunda-feira aconteceu no Estádio Ítalo Mário Limongi, em Indaiatuba, casa do Primavera.

Para o reencontro contra o seu ex-clube, o técnico Gilson Kleina não deve fazer grandes mudanças no time titular em relação a formação que começou o duelo da última rodada. Tiago Real deve começar jogando no meio-campo, enquanto Derek e Orejuela disputam vaga no setor ofensivo.