Mundo

Pompeo viajará para Europa Oriental para discutir movimentos de tropas

Pompeo viajará para Europa Oriental para discutir movimentos de tropas

Secretário de Estado americano, Mike Pompeo - AFP/Arquivos

O chefe de diplomacia dos Estados Unidos, Mike Pompeo, disse nesta quarta-feira que viajará para a Polônia e outras três nações europeias na próxima semana, enquanto Washington procura reposicionar suas tropas fora da Alemanha.

+ SP deve receber cinco milhões de doses de vacina chinesa em outubro, diz Doria

Pompeo também visitará a República Tcheca, Eslovênia e Áustria em uma viagem de uma semana a partir de 11 de agosto, que deve se concentrar principalmente em limitar a influência da China.

“Espero que seja uma viagem muito importante e produtiva”, disse Pompeo a repórteres em um breve anúncio.

No mês passado, o presidente polonês Andrzej Duda obteve vitória após uma campanha polarizada em que atacou os direitos da população LGBT e viajou para Washington, tornando-se o primeiro presidente a ser recebido pelo presidente Donald Trump no Casa Branca durante a pandemia de coronavírus.

Os Estados Unidos promovem a cooperação militar com a Polônia enquanto finalizam a retirada de suas tropas da Alemanha, dentro de um quadro de relações tensas entre a chanceler Angela Merkel e Trump.

O Pentágono disse no mês passado que os Estados Unidos enviarão cerca de 6.400 militares que estão na Alemanha para casa e moverão cerca de 5.600 para outros países da Otan, incluindo Itália e Bélgica.

O ministro da Defesa polonês, Mariusz Blaszczak, disse que os Estados Unidos enviarão pelo menos 1.000 soldados para a Polônia, um firme defensor da Aliança Atlântica por causa de suas preocupações de longa data com a Rússia.

A viagem ocorre em um momento em que Pompeo faz campanha para reduzir a influência chinesa no mundo e encoraja os aliados a evitar fazer negócios com a Huawei, argumentando que o titã da tecnologia é um risco à segurança devido a seus laços com Pequim.

Pompeo prometeu se concentrar mais na Europa Central e Oriental.

Em junho, a República Tcheca expulsou dois diplomatas russos depois de acusar a embaixada de espalhar o boato de que a Rússia estava planejando envenenar funcionários removendo a estátua de um general soviético.

A Rússia negou a conspiração e expulsou dois diplomatas tchecos em retaliação.

Veja também

+ Por decisão judicial, Ciro Gomes tem imóvel penhorado em processo com Collor

+ Após foto “com volume” ser derrubada no Instagram, Zé Neto republica imagem usando bermuda

+ Jovem é suspeita de matar namorado com agulha de narguilé durante briga por pastel

+ Baleia jubarte consegue escapar de rio cheio de crocodilos na Austrália

+ MasterChef: mesmo desempregado, campeão decide doar prêmio

+ Morre mãe de Toni Garrido: “Descanse, minha rainha Tereza”

+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago

+ 12 razões que podem fazer você menstruar duas vezes no mês

+ Arqueólogo leva 36 anos para montar maquete precisa da Roma Antiga

+ Com maiô cavado, Scheila Carvalho ostenta corpo musculoso aos 47 anos

+ A Fazenda 2020: Peões ficarão 24 horas sem água encanada devido a punição por drink de álcool em gel

+ Aprenda a preparar o Chevette, drinque que virou febre em SP

+ Senado aprova alterações no Código de Trânsito Brasileiro

+ Por que não consigo emagrecer? 7 possíveis razões

+ O que é pior para o seu corpo: açúcar ou sal?

+As 10 picapes diesel mais econômicas do Brasil

+ Cozinheira desiste do Top Chef no 3º episódio e choca jurados

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?

+ Educar é mais importante do que colecionar

+ Pragas, pestes, epidemias e pandemias na arte contemporânea