Geral

Policiais chamam Bolsonaro de traidor e ameaçam fazer protestos pelo País

Crédito: Isac Nóbrega/PR

Integrantes da União dos Policiais do Brasil (UPB), como delegados, agentes da Polícia Federal e policiais rodoviários federais, chamaram o presidente Jair Bolsonaro de traidor por não ter apoiado o pedido para que a categoria não fosse atingida pela PEC Emergencial e ameaçam fazer protestos em todo País na próxima quarta-feira (10). As informações são da Folha de S. Paulo.

A PEC permite o congelamento de salário e novas contratações sempre que houver estado de calamidade. Luis Antônio Boudens, presidente da Fenapef (Federação Nacional dos Policiais Federais) e Dovercino Borges Neto, presidente da FenaPRF (Federação Nacional dos Policiais Rodoviários Federais), dizem que Bolsonaro “age nos bastidores” diferente do discurso público e que o objetivo da paralisação é ser um “ato simbólico de que a segurança pública desembarcou no governo Bolsonaro”.

Veja também

+ Canadá anuncia primeira morte de pessoa vacinada com AstraZeneca no país
+ Yasmin Brunet comemora vitória de Gabriel Medina
+ Decifrado código dos Manuscritos do Mar Morto
+ Receita de panqueca americana com chocolate
+ Receita rápida de panqueca de doce de leite
+ Contran prorroga prazo para renovação da CNH
+ Receita de moqueca de peixe simples e deliciosa
+ 5 benefícios do jejum intermitente além de emagrecer
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Sucuris gigantes são flagradas em expedições de fotógrafos no MS