Mundo

Polícia japonesa confirma a pista criminal no incêndio do estúdio de animação

Polícia japonesa confirma a pista criminal no incêndio do estúdio de animação

Residente ora pelas vítimas do incêndio que atingiu o prédio do estúdio Kyoto Animation - JIJI PRESS/AFP

O incêndio em um estúdio de animação que causou 34 mortes em Kioto foi de origem criminosa, confirmou neste sábado a polícia japonesa que identificou que o suspeito do crime não tem vínculos aparentes com a empresa.

“Nós determinamos que é um incêndio criminoso e assassinato”, disse um policial durante uma coletiva de imprensa.

Dezenas de policiais estão investigando o crime mais mortal neste país em décadas e conhecido por sua grande segurança.

Trinta e quatro pessoas morreram e cerca de trinta ficaram feridas, algumas gravemente, no incêndio de quinta-feira em um prédio onde estava localizada uma parte do equipamento da Kyoto Animation, um famoso estúdio de animação por suas adaptações dos populares mangás.

A polícia de Kioto identificou um suspeito na sexta-feira, um homem de 41 anos identificado como Shinji Aoba, mas ainda não foi interrogado.

Ferido com queimaduras graves, ele foi transferido para um hospital especializado, disse um agente à AFP.

A motivação do ato é desconhecida, mas, em princípio, o suspeito não tinha ligações com o estúdio de animação.

Alguns meios de comunicação informaram que o homem havia acusado o estúdio de plágio, mas o presidente da Kyoto Animation disse que a empresa nunca recebeu nenhuma reclamação por parte do suspeito, informou o jornal Yomiuri Shimbun este sábado.