Geral

Polícia investiga festa clandestina de formandos em medicina em Fernando de Noronha

Crédito: Reprodução/ Instagram

A Polícia Civil e o Ministério Público de Pernambuco estão investigando uma denúncia de uma festa com aglomeração ocorrida na quarta-feira (30) em um barco, em Fernando de Noronha (PE). Segundo informações preliminares, os participantes da festa seriam formandos do curso de Medicina. As informações são do G1.

Em nota, a Administração da Ilha informou que acionou imediatamente as autoridades após ser informada sobre o evento clandestino. “Houve um total desrespeito aos protocolos estabelecidos por decreto estadual e às medidas restritivas em vigor na ilha”, diz o comunicado.


De acordo com o governo, ao entrar na ilha, os turistas aceitam um Termo de Compromisso de Ajustamento de Conduta, se comprometendo a cumprir o protocolo vigente, que inclui a proibição de festas, eventos, aglomerações e determina o uso obrigatório de máscaras.

“A Administração de Fernando de Noronha reitera que os protocolos e restrições em vigor na ilha têm o objetivo de proteger a vida das pessoas durante a pandemia e não irá tolerar nenhum tipo de desrespeito às medidas implementadas”, informa a nota.

Conforme a Polícia Civil, um inquérito foi aberto para apurar o caso e os envolvidos foram chamados para depor na delegacia.

“É crime descumprir as normas sanitárias para evitar a disseminação do coronavírus. Os acusados podem ser detidos ou pagar multa com valor a ser encaminhando para instituições da ilha que necessitem, como a Superintendência de Saúde ou o Hospital São Lucas, para o tratamento de pessoas com enfermidades”, destacou o promotor Flávio Falcão, do Ministério Público de Pernambuco.