Geral

Polícia investiga acidente de ônibus que matou 18 pessoas em Minas Gerais

Crédito: Reprodução/Redes Sociais

A Polícia Civil instaurou inquérito nesta sexta-feira (4) para apurar as causas do acidente com um ônibus na BR-381, em João Molevade, em Minas Gerais, que matou pelo menos 18 pessoas e deixou outras 23 feridas. As informações são do G1.

Segundo o último balanço disponibilizado pela polícia, 46 pessoas se envolveram no acidente em que um ônibus caiu de um viaduto de cerca de 35 metros de altura.

O ônibus saiu de um povoado na zona rural de Mata Grande (AL) na manhã de quinta-feira (3) e ia para São Paulo. O veículo pertence a uma empresa chamada Localima Turismo.

Segundo o Corpo de Bombeiros, o ônibus perdeu o controle após uma suposta falha mecânica nos freios quando estava passando por uma ponte, no sentido Belo Horizonte da pista. Ele chegou a se chocar com o retrovisor de um caminhão que estava no local.

“Nesse momento, o condutor gritou que havia perdido os freios e o ônibus começou a voltar de ré, descontrolado, batendo na proteção lateral da ponte. Nesse momento, seis pessoas conseguiram pular do ônibus antes que ele caísse, incluindo o motorista, que ainda não foi localizado”, disse o Corpo de Bombeiros.


+ Grávida do quinto filho, influenciadora morre aos 36 anos
+ Após assassinar a esposa, marido usou cartão da vítima para fazer compras e viajar com amante

A Polícia Rodoviária Federal também trabalha com a informação de que o motorista teria pulado do veículo e fugido.

De acordo com a reportagem do G1, esse mesmo ônibus da Localima Turismo já havia sido autuado três vezes, em 2019, por transporte irregular de passageiros. Além disso, segundo a ANTT (Agência Nacional de Transportes Terrestres), o veículo não tinha autorização.

“A empresa está cadastrada na ANTT e tem um Termo de Autorização para prestação de serviço regular concedido pela Justiça, por liminar. No entanto, o veículo em questão não estava habilitado para prestar o serviço de transporte de passageiros”, disse a ANTT.

Leia a nota da empresa Localima Turismo

NOTA DE PESAR E SOLIDARIEDADE

A empresa LOCALIMA vem, através da presente Nota, expressar nosso pesar e nossa profunda tristeza pelas vítimas e seus familiares acerca do acidente ocorrido no dia 04/12/2020.

Informamos, ainda, que a LOCALIMA possui contrato de arrendamento junto à empresa J.S. TURISMO, a qual transporta seus passageiros dentro das regras dos órgãos fiscalizadores – ANTT e Polícia Rodoviária Federal.

Não nos furtaremos da nossa responsabilidade, e somaremos todas as nossas forças e empenho para prestar total assistência às vítimas e aos seus familiares.

Nada, absolutamente nada, trará de volta a vida das vítimas. Foi uma fatalidade que gostaríamos de ter evitado.

Todos os fatos estão sendo apurados, e a nossa empresa possui interesse direto na devida elucidação, sendo certo que as reparações serão realizadas, caso a caso, para que a dor das vítimas e dos seus familiares sejam amenizadas.

Lamentamos o ocorrido, e nos sentimos profundamente abalados por este grave acidente. Não obstante, nossa equipe esclarece que se coloca à inteira disposição, dando suporte humano, digno, com compaixão e empatia, para amenizar a dor daqueles que sofrem, sejam vítimas ou seus familiares.

Com profundo pesar, LOCALIMA.

Veja também

+ 5 benefícios do jejum intermitente além de emagrecer
+ Jovem morre após queda de 50 metros durante prática de Slackline Highline
+ Conheça o phloeodes diabolicus "o besouro indestrutível"
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa
+ Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel