Comportamento

Polícia faz batida em lojas ilegais de maconha no Canadá

Polícia faz batida em lojas ilegais de maconha no Canadá

Marc Emery, em Montreal, em 15 de dezembro de 2016 - AFP/Arquivos

A polícia realizou nesta quinta-feira batidas em lojas suspeitas de vender maconha ilegal em várias cidades do Canadá, informou a instituição.

O “Projeto Gator”, como foi denominada a operação policial, afetou especificamente as lojas Cannabis Culture em Toronto, Ottawa e Hamilton, na província de Ontário, Vancouver e Columbia Britânica, segundo o comunicado da polícia.

As batidas ocorreram um dia depois da prisão de Marc Emery, autoproclamado “o príncipe da erva”, e sua esposa, Jody Emery, proprietários das lojas franqueadas Cannabis Culture.

O ativista, que defendeu a legalização da maconha durante mais de 20 anos, e sua esposa foram detidos no aeroporto de Toronto na noite de quarta-feira, quando iam para a Espanha para assistir um festival dedicado à maconha.

As operações policiais coordenadas foram feitas poucos dias após o primeiro-ministro, Justin Trudeau, reafirmar que o governo vai “apresentar um projeto de lei antes do verão” (no hemisfério norte) para descriminalizar a maconha.


+ Grávida do quinto filho, influenciadora morre aos 36 anos
+ Após assassinar a esposa, marido usou cartão da vítima para fazer compras e viajar com amante

Entretanto, “até que tenhamos um marco para controlar e regular a cannabis, aplica-se a lei atual”, sustentou.

Em dezembro, uma dúzia de lojas foram abertas ilegalmente em Montreal, no mesmo dia em que Trudeau recordou que “a venda ou a compra de maconha (são) ilegais”.

Horas depois, a polícia fechou as lojas e prendeu Marc Emery, que foi acusado de tráfico de entorpecentes.

Por enquanto, somente a maconha medicinal está autorizada para a venda no Canadá.

Veja também

+ 5 benefícios do jejum intermitente além de emagrecer
+ Jovem morre após queda de 50 metros durante prática de Slackline Highline
+ Conheça o phloeodes diabolicus "o besouro indestrutível"
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Ticiane Pinheiro posa de maiô decotado e internautas suspeitam de gravidez
+ Denise Dias faz seguro do bumbum: “Meu patrimônio”
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa
+ Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel