Ediçao Da Semana

Nº 2741 - 05/08/22 Leia mais

A Polícia Civil encontrou na tarde desta quinta-feira (13) o corpo da jovem de 22 anos que havia desaparecido após ligar para o pai e contar que tinha sofrido um acidente no interior de São Paulo. As informações são do g1.

+ Passageiro deixa bilhetes em banco de ônibus: ‘Não sente-se. Covid’
+ Ataques de tubarão estão relacionados às fases da Lua
+ RJ: Homem mata ex-mulher a marretadas, furta carro e se joga da Ponte Rio-Niterói

O corpo de Kathia Fernandes Oliveira foi encontrado a cerca de 500 metros do local onde seu carro havia sido localizado na terça (11), entre Águas de Santa Bárbara e Iaras.

De acordo com o delegado Omar Zedan Vieira, responsável pelas investigações, o corpo de Kathia estava dentro do Rio Novo, em estado avançado de decomposição.

A jovem, que morava no município de Óleo, disse à família que iria dar uma volta na noite de segunda (10), e que logo retornaria para casa. Pouco tempo depois, o pai de Kathia recebeu uma ligação dela contando que havia sofrido um acidente.

A irmã dela, Thaimara Souza, disse que Kathia havia marcado de encontrar um morador de Iaras, mas que ele informou que ela não tinha aparecido.

“Ele até mostrou uma mensagem que Kathia enviou para ele, dizendo que estava abastecendo o carro e que logo chegaria”, disse a irmã.

A polícia está analisando imagens de câmara de segurança de um posto de combustíveis em Manduri, nas quais Kathia aparece abastecendo o carro momentos antes de desaparecer.

Ainda segundo o g1, a polícia ouviu o rapaz com quem a jovem iria se encontrar, e também o ex-namorado dela, mas eles não são considerados suspeitos.

O desaparecimento de Kathia foi registrado na terça (11), e no mesmo dia seu carro foi encontrado dentro do Rio Novo, às margens da Rodovia Vicinal Jair Gilberto Campaneti.

O caso é investigado pela Polícia Civil de Águas de Santa Bárbara, com o apoio das equipes de Óleo, Manduri e Iaras. Foi feita uma perícia no local onde o carro foi encontrado e as equipes trabalham com várias linhas de investigação. A polícia também pediu a quebra do sigilo telefônico da jovem, mas seu celular não foi encontrado.